Abas primárias

Por 1200 crianças!

ONGs - Belo Horizonte, MG

Desde 2002 me dedico ao Espaço Criança Esperança de Belo Horizonte, na qualidade de professor coordenador de comunicação e como professor coordenador geral desde 2005, pela PUC Minas, então parceira local do projeto. Sempre tive para mim que temos missões a cumprir em nossa existência e Deus não poderia ter sido mais generoso ao confiar a mim e aos colegas tal tarefa, que nos impulsiona a sermos melhores, mais fraternos e amorosos.

Desde o início de suas atividades, mais de 16 mil crianças, adolescentes e seus familiares, residentes no Aglomerado da Serra foram atendidos. O aglomerado da Serra é composto por um conjunto de favelas conhecido por ser a maior da região metropolitana de Belo Horizonte.

Em 2017, o Espaço Criança Esperança de BH foi encerrado pelos instituidores nacionais e, para dar solução de continuidade às atividades do Espaço, foi criado o Instituto BH Futuro (IBHF).

Perseveramos firmes no propósito educacional que fundamenta nossas crenças, trabalhando a educação para valores em diversas atividades para contribuir no desenvolvimento cívico e humanista de nossos educandos, com base em uma ética que respeita a vida em toda a sua extensão, calcada na diversidade, no reconhecimento das diferenças, do mérito, do protagonismo, do empreendedorismo e da sustentabilidade.

Hoje, são 1200 educandos atendidos por meio de variadas oficinas educacionais, artísticas, culturais, esportivas e cursos profissionalizantes em áreas como panificação, confeitaria, montagem e manutenção de computadores e assistente administrativo.120 Idosos da comunidade participam de aulas de hidroginástica. No turno da noite, mais de 400 jovens e adultos utilizam a infraestrutura em diversas atividades. Temos também a EJA - Educação de Jovens e Adultos que atende a 40 participantes.

Atualmente, as atividades promovidas pelo Instituto estão correndo o grande risco de se encerrarem, devido ao fato de que recursos prometidos não chegaram no tempo esperado. Eles virão, mas precisamos sobreviver até lá, e estamos no limite de nossas possibilidades. Recursos pessoais foram empenhados, os educadores estão trabalhando sem receber, também os porteiros e demais colaboradores, mas precisam alimentar seus filhos e por mais que queiram, a necessidade pessoal é imperativa. 

Por isso, pedimos o apoio e a ajuda de todos que puderem contribuir e acreditam em nossa causa.


A hora é agora! Contribua com
Por 1200 crianças!

Saiba mais sobre o criador desta campanha:

Facebook | Twitter | Instituto BH Futuro

Conheça quem está à frente desta campanha

Leonardo Coelho
  Leonardo Coelho
  

Você acredita que essa campanha tenha conteúdo proibido? Reporte esta campanha.