Abas primárias

ABIA: livro duplo para o combate a AIDS

Saúde - Rio de Janeiro, RJ
kicks
Arrecadados da meta de R$50.000,00
ONG Amiga
Tudo ou nada

Esta campanha só será financiada se arrecadar pelo menos R$50.000,00 até 19/11/2017.

Recompensas

Dados recentes indicam que cresceu o número de novos casos de AIDS no Brasil, o que coloca o país entre as 25 nações que preocupam organismos internacionais. Sabemos que o acesso à informação é a melhor forma de prevenir, por isso contamos com sua colaboração para a impressão de uma edição especial (2 em 1) de 2 livros raros: Vida Antes da Morte (Herbert Daniel) e A terceira Epidemia (Herbert Daniel e Richard Parker). 

"Há uma coisa dentro de mim, contagiosa e mortal, perigosíssima, chamada vida, lateja como um desafio." Herbert Daniel

Com este kickante resgataremos a importância de todos reafirmarem o compromisso para superar o estigma e a discriminação contra pessoas com HIV. Faça parte agora!

Clique abaixo, garanta seu exemplar e juntos lutaremos contra o estigma e a discriminação ↓ ↓ ↓

      

      

      

Os livros, editados originalmente na década de 1990, retratam um período ímpar da história social da AIDS no país. Além disso, são considerados obras históricas por terem a assinatura de Herbert Daniel, um dos ativistas pioneiros na luta contra a AIDS no Brasil. Contamos com a sua colaboração para fazer deste projeto uma realidade.

Observação: Caso o valor arrecadado ultrapasse a meta, os recursos serão revertidos para os projetos da ABIA na causa da AIDS. 

Contribua agora e comemore conosco os 30 Anos de Luta e Solidariedade! → → →

O Observatório Nacional de Políticas de AIDS é uma iniciativa da Associação Brasileira Interdisciplinar de AIDS (ABIA) que, em 2015, passa a desempenhar esta função com o propósito de fortalecer a resposta social capaz de incidir diretamente na construção de políticas públicas no combate à epidemia.  Nesta nova posição, a ABIA enfatiza a ação no campo da análise, do monitoramento e da pressão por respostas governamentais alinhados aos direitos sociais e humanos no acesso e preservação da saúde. Além disso, fortalece a participação social na construção e monitoramento de políticas públicas.

Por meio do Observatório Nacional de Políticas de AIDS, a ABIA consolida uma atuação institucional de 28 anos. Fundada em 1987 pelo sociólogo Herbert de Souza, o Betinho, e outros ativistas, a ABIA é uma organização não-governamental sem fins lucrativos que sempre atuou na mobilização da sociedade civil para o enfrentamento da epidemia de HIV e da AIDS no Brasil. Entre os temas prioritários, estão o acesso ao tratamento e assistência e a defesa dos direitos humanos das pessoas que vivem com HIV e AIDS.

Ao longo dos últimos anos, a ABIA especializou-se em advocacy, com foco no acompanhamento das políticas públicas, na formulação de projetos de educação e prevenção ao HIV e à AIDS e no acesso à informação em HIV e AIDS.

A ABIA também busca uma incidência proativa e atua diretamente na democratização da informação sobre o HIV e a AIDS com base em análises críticas e pesquisas fundamentadas. Um dos seus princípios é contribuir com os esforços governamentais e, principalmente, da sociedade civil na área de educação e prevenção.

A diretoria e o conselho consultivo reúnem os mais renomados intelectuais e produtores de análises críticas sobre a epidemia de AIDS no Brasil e no mundo. Como resultado dessas ações, a ABIA se consolida cada vez mais como uma referência nacional e internacional no cenário do HIV e da AIDS.

A instituição atua em várias áreas estratégicas, entre elas, homens que fazem sexo com homens (HSH), juventude, sexualidade e direitos, prostituição e acesso a medicamentos. Além disso, a ABIA também secretaria duas importantes iniciativas no âmbito coletivo: o Observatório de Sexualidade e Política (SPW, sigla em inglês) e o Grupo de Trabalho sobre Propriedade Intelectual (GTPI).

Outra iniciativa relevante da ABIA é o Observatório Global de Políticas de AIDS (GAPW, sigla em inglês). Assim como o Observatório Nacional, o GAPW propõe reforçar a capacidade da sociedade civil para acompanhar os debates políticos na perspectiva global bem como as articulações dos movimentos sociais internacionalmente em resposta à epidemia.

Ao migrar para o formato Observatório Nacional de Políticas de AIDS, a ABIA concentra suas análises em três eixos principais: 1) Prevenção, Tratamento e Assistência; 2) Direitos e sexualidade e 3) Medicamentos e sustentabilidade.

Por meio do Observatório Nacional de Políticas de AIDS, a ABIA se mantém alinhada ao propósito de mobilizar a sociedade no enfrentamento da epidemia do HIV e da AIDS e na luta por acesso ao tratamento, à assistência e na defesa dos direitos humanos das pessoas que vivem com HIV e AIDS no país.


A hora é agora! Contribua com
ABIA: livro duplo para o combate a AIDS

Saiba mais sobre o criador desta campanha:

Facebook | Twitter | YouTube | Site

Conheça quem está à frente desta campanha

Associação Brasileira Interdisciplinar de AIDS (ABIA)
  Associação Brasileira Interdisciplinar de AIDS (ABIA)
  

Você acredita que essa campanha tenha conteúdo proibido? Reporte esta campanha.