Agrofloresta do Rubinho

Empreendedorismo – Barreiras, BA

Continuamos a acreditar

Bom dia.
Estamos bem nos momentos finais da campanha. Ainda muito longe da meta para fazermos o trabalho proposto. Mas a fé e a esperança nos move até o objetivo. Queremos inicialmente recuperar 5 hectares de área degradada. O total são 15 hectares. Hoje estamos aqui para pedir mais uma vez a ajuda de todos. Sabemos que sozinhos nada fazemos. O que fortalece o projeto são as pessoas que acreditam que somos responsáveis pelo estado em que o meio ambiente se encontra. Nós temos certeza disso e como somos responsáveis desejamos participar da recuperação, participar dos processos que farão do espaço um lugar melhor. Façam sua doação a partir de 10 reais. Compartilhem com os amigos. Venham conhecer a área. Com prazer iremos lhe explicar o passo a passo. Queremos compartilhar todo o processo, gerar dados e fazer ciência para contribuir com o progresso das práticas agroecológicas. Obrigado.

E o trabalho continua!

Caros amigos, boa tarde.
Estamos há 33 dias do fim da campanha e desejo agradecer a todos os colaboradores por acreditarem em nosso propósito. Continuamos o trabalho e acreditamos firmemente que tudo ocorrerá para o melhor em todos os aspectos.
Obrigado!

Agrofloresta do Rubinho

Amigos, paz a todos!
Restam 49 dias para finalizar a campanha, mas hoje quero pensar no início e não no fim.
Estou como no primeiro dia, começando e começar é renascer. Estou renascendo essa semana para continuar firme no propósito de produzir alimentos saudáveis e contribuir também para a saúde do meio ambiente.
Cada recomeço exige um novo fôlego, uma nova vontade, porque será tudo novo de novo. Outros desafios para o mesmo projeto, novos saberes ocorreram e já estamos praticando, enfim, como é maravilhoso começar!
Quero agradecer. Só posso agradecer em nome de todos nós que temos fé neste projeto. Aos que compartilham e aos que doam, todos são importantes.
Estamos inteiros como no primeiro dia para recomeçar. E o fim, será só o começo do nosso desafio!
Queremos fazer. Não nos importamos com o nome do que será feito: agrofloresta, agricultura de processos, agricultura biodinâmica, agroecologia... e isso já está acontecendo, então quer dizer que só temos a agradecer ao todo por conhecermos e praticarmos algo que verdadeiramente nos faz contribuir para ser a mudança que queremos para o mundo.
Pedimos aos que estão nessa sintonia que compartilhem.
Obrigado!

O que já temos por aqui

Olá a todos!

Na minha primeira postagem contei um pouco sobre mim e sobre como fazer essa recuperação de área com agrofloresta pra mim está relacionado com meu propósito de vida.
Hoje quero falar um pouco sobre o porque da campanha.
Em primeiro lugar a campanha é um reconhecimento da minha impotência em fazer qualquer coisa sozinho. É uma declaração pública de que preciso de ajuda e a estou buscando, e mais ainda: é uma prova de fé, pois acredito que existem pessoas que se identificam com a causa e desejam sinceramente colaborar com ela!
Em segundo lugar, porque se a ideia do compartilhamento se concretiza desde o inicio do projeto, na execução em todas as suas etapas não será diferente, pois faz parte do projeto abrir ao público interessado o que produzimos de dados, nossos desafios e perspectivas, e os saberes que estão sendo construídos durante a experiência, de tal modo que signifique uma contribuição para os agrofloresteiros de todo o mundo, e para aqueles que entendem o respeito ao meio ambiente como um imperativo para suas atividades.
Por isso, peço que vejam o próximo vídeo, onde mostramos um pouco das riquezas que já possuímos no local, e que simbolizam o quanto ele pode ser ainda mais abundante após ser recuperado.
Mais uma vez agradeço.
Juntos fazemos mais!

Agrofloresta do Rubinho 1

Vou falar um pouco sobre o porquê da campanha.

Eu sou Rubinei, tenho 30 anos e sou engenheiro agrônomo. Desde a infância sinto o chamado pra a agricultura como uma missão.

Meus primeiros contatos com a terra foram em propriedades da família. Na adolescência fiz escola técnica federal (EMARC) em Teixeira de Freitas onde o interesse pela área só cresceu, e fui em seguida pra Universidade Estadual da Bahia, onde cursei agronomia.

Trabalhei algum tempo em Fazendas no Oeste da Bahia onde o agronegócio impulsiona todas as áreas, mas não estava satisfeito com o modelo, hoje entendo melhor o motivo.

Sendo breve, cheguei aos estudos do Mestre da agricultura sintrópica Ernest Gotsch, entre outros, e compreendi principalmente duas coisas:

A primeira delas é que minha missão é colaborar para a recuperação de áreas degradadas e utilizar a agricultura de processos, com respeito às pessoas e ao meio onde vivemos.

O que me impulsionou a expor que sozinhos não podemos fazer, foi o amor, a fé e a certeza de que o universo é abundante e que nós devemos lançar esse pedido, em nome de algo maior, que é a nossa missão - recuperar a área e produzir alimentos e educação.

A segunda coisa é que estou aqui por inteiro, junto com minha família, expondo nossa busca pelo conhecimento e nosso amor incondicional pelo que fazemos.

Estarei por aqui durante os 59 dias que restam da campanha para compartilhar mais detalhes com vocês. Vamos expor de maneira simplificada todo o projeto, conversar sobre métodos e outros aspectos envolvidos.

Aos que entenderam e acreditam em nosso propósito, aceitamos sua colaboração financeira para concretizarmos isso, e a quem de outra forma possa colaborar, com certeza, sempre será bem vindo!.

Por enquanto, agradeço e peço que enviem suas observações para melhorarmos sempre, pois essa é nossa busca.

Paz profunda a todos!