O ouro -Ainda quer? Tente o clube mensal

Livros – São Paulo, SP

conflito

O que o corpo significa em sua produção?

Especialmente nos meus dois últimos livros esse corpo é o próprio conflito. Nos atos cotidianos de violência e morte, na dúvida entre parir (desagradando ao sinhozin moderno que quer morrer quando engravidamos e saímos de licença maternidade) e abortar (desagradando ao sinhozin de antes que lucrava quanto mais a negrada nascesse, e aos de hoje, receosos de perderem o controle sobre nossos corpos femininos). Os corpos, nos meus poemas, servem à denúncia, mas também à esperança de dias mais humanos. Os poemas “Discursos de Teresa” e “Zero a zero” (do livro Zero a zero), são emblemáticos, nesse sentido.

Versão anterior

O livro Onde escondemos o ouro é uma reunião de poemas de amor. Sua primiera edição (Edições Me Parió Revolução, 2013), completamente artesanal, era composta por três pequenos livros com capa de tecido e impressão caseira.

O primeiro deles, chamado de O guardião, reunia principalmente poemas românticos. O segundo, intitulado de O ouro, reune poemas dedicados a pessoas, sobretudo pessoas que morreram em consequência do genocídio da população negra em curso. O terceiro e último livro – Bichos – é o mais irônico de todos e apresenta poemas ora engraçados, ora indignados, ora reveladores de dramas coletivos.

A ideia de reunir esses poemas vem de uma necessidade minha de fazer poemas de amor – coisa que eu ainda não havia conseguido em meu primeiro livro “De passagem mas não a passeio” (Global, 2008).

A segunda edição ficou pronta agora em 2017, pois entendemos que era necessário uma edição de larga escala para fazê-lo circular melhor.

Isso porque acreditamos que é um livro bonito e relevante.

Ao mais-novo caído

Ao Mais-Novo caído

Asseguro.
Com certeza pensou no filho.
no menino que seria
o dos teus olhos
pra sempre.
tua mãe também
quando ouviu teu nome
e tiros
pensou no menino dos olhos
dela.
com certeza
lembrou do batismo
bebê no colinho
abandonando, desde cedo,
o pai.

Asseguro.
Pensou na vida
inteira
pela frente
que era tua e queríamos
que vivesse
pensou, talvez, em mim
eu que sangro todo dia
tua vida e tua história
e que endereço a você
meus versos de guerra e sem glória
e divido com meus anjos
essa responsabilidade:
garantir tua existência
avançar em tua idade
roubada
até que se prove
o contrário
e você possa
descansar

em paz.

Encontro de Lançamento

Boa tarde galerinha do bem.
Vocês se lembram do lançamento do livro Onde estaes Felicidade, da Carolina Maria de Jesus? Aquele mesmo que foi feito com uma vaquinha?
Então, to pensando em a gente se reunir pra fazer um lançamento nos mesmos moldes, mas só pra quem contribuiu (compartilhando ou doando) com a campanha do "ouro".
Vamos contribuir e planejar este encontro?

Cafezinho

Boa tarde, pessoal.
Muito agradecida pelas contribuições.
Quem quiser bater um papo, tomar um cafezinho e pegar seu livrinho, dá um toque.
Mil obrigadas!
<3