Abas primárias

Ajude o setor de ornitologia do Museu Nacional

Causas - Rio de Janeiro, RJ
kicks
Arrecadados da meta de R$50.000,00
Campanha flexível

Esta campanha irá receber todas contribuições em 03/12/2019.

Recompensas

Criado por D. João VI em 6 de junho de 1818, o Museu Nacional (MNRJ) constitui um dos maiores e mais tradicionais centros de pesquisa da América Latina, sendo detentor de um vasto e representativo acervo científico sobre a biodiversidade neotropical. Coleções zoológicas são centros de produção e difusão do conhecimento sobre a nossa biodiversidade. A partir delas, são realizados estudos sobre evolução, taxonomia, morfologia, ecologia, alimentação, zoogeografia, biologia molecular, conservação e tudo o mais que concerne à nossa fauna. Por estarem abrigadas fora da sede principal do Museu, as coleções de Vertebrados escaparam praticamente íntegras do terrível incêndio que acometeu nossa instituição, perdendo-se, exclusivamente, aqueles espécimes que estavam destinados às exposições ao público. 

As coleções do Setor de Ornitologia do Museu Nacional / UFRJ incluem acervos de peles, esqueletos, espécimes completos em meio líquido, ovos, tecidos e ninhos, estando entre os maiores do país. Elas são fruto de mais de 100 anos de coletas, feitas por naturalistas como Emilie Snethlage, Alípio Miranda Ribeiro, Henrique Reinisch, Emil Stolle, Rudolph Pfrimer, Herbert Berla, Helmut Sick, Jorge Nacinovic e Dante Martins Teixeira, tendo um inquestionável valor científico, histórico e documental.

Atualmente, o Setor de Ornitologia tem elevada produção científica, sendo dirigido por dois professores do Museu Nacional / UFRJ: o Dr. Marcos Raposo e o Dr. Dante Martins Teixeira. Participam da equipe permanente também os taxidermistas  Carlos Caetano e Tomás Capdevile, além de dezenas de cientistas colaboradores (entre alunos egressos e atuais de iniciação científica, mestrado e doutorado, além de pós-doutores associados).

Esta campanha tem o objetivo específico de arrecadar fundos para a digitalização, informatização e disponibilização online de dados e imagens, assim como a publicação virtual de um grande catálogo das aves de nosso Museu. Isso será conseguido pelo pagamento de uma bolsa a um recém doutor e a compra de um computador portátil. 

Dessa forma, além de aumentar a acessibilidade dos dados e imagens mais relevantes de nossa coleção, viabilizando seu uso por pesquisadores de todo o mundo, esta "vaquinha virtual" garantirá a fixação temporária de um recém-doutor, no Museu Nacional.

Esta campanha foi iniciada durante o Avistar Rio 2019.

ATENÇÃO1: Aos que doadores que contribuirem com valores acima de R$ 200,00, ganharão de brinde réplicas em resina de crânios de espécies raras feitas por pesquisadores colaboradores 

ATENÇÃO2: Serão sorteados 20 réplicas de resina de crânios de espécies raras feitas por pesquisadores colaboradores, para contribuição com qualquer valor.

ATENÇÃO3: Os brindes crânio em resina de espécie rara deverão ser retirados pessoalmente no setor de ornitologia do Museu Nacional ou o envio por correio por conta do colaborador.


A hora é agora! Contribua com
Ajude o setor de ornitologia do Museu Nacional

Saiba mais sobre o criador desta campanha:

Setor de Ornitologia do Museu Nacional do Rio de Janeiro

Conheça quem está à frente desta campanha

João Rafael Gomes de Almeida e Marins
  João Rafael Gomes de Almeida e Marins
  

Você acredita que essa campanha tenha conteúdo proibido? Reporte esta campanha.