Abas primárias

Ajude Sissi a ouvir

Saúde - São Paulo, SP
kicks
Arrecadados da meta de R$4.500,00
Encerrado!
Tudo ou nada

Esta campanha recebeu todos os fundos arrecadados até 13/09/2019.

Simone Melo, ou, para aqueles que com ela convivem, Sissi, é uma mulher batalhadora, que cria sozinha suas filhas (8 e 17 anos). Mora em uma região periférica da cidade de São Paulo e, desde criança, sofre com perda auditiva muito forte.

 

Quando Sissi era criança, os professores da pré-escola notaram que ela não atendia aos estímulos sonoros, como as outras crianças. Logo, resolveram avisar seus pais que começaram buscaram acompanhamento de médicos públicos em consultas que demoravam meses para se repetir e não resultavam em um diagnóstico preciso, muito menos, em tratamento adequado.

 

Uma criança muito esperta e cheia de energia, Sissi não parava, e aprontou várias vezes, prejudicando a sua própria saúde, ao inserir pequenos objetos no seu ouvido. Em uma das vezes em que aprontou, acabou sendo repreendida de forma mais intensa por sua mãe, com um tapa no ouvido. Após esse episódio, um dos ouvido de Simone sangrou muito, agravando significativamente o seu quadro de surdez.

 

Simone sonhava em ser médica veterinária. Mas sua dificuldade de entender as explicações dos professores, e sem o devido suporte para pessoas na situação em que ela se encontrava, fez com que ela não conseguisse entrar na faculdade.

 

Começou a fazer “bicos” de limpeza doméstica, e chegou a trabalhar como caixa de um supermercado. Acontece que, nas poucas oportunidades de trabalho, sentia dificuldade de se comunicar e, em alguns momentos, recebia reclamações de seu alto volume de voz (comum em pessoas que estão em estado de perda auditiva). Sempre que isso acontecia, Sissi voltava para casa e já sabia o que aconteceria no outro dia: demissão. Essa situação fez com que ela, por muito tempo, sobrevivesse apenas com o benefício de R$300,00 mensais, que recebia do governo.

 

O SUS não fornece o aparelho adequado para o caso de Simone. Os equipamentos que ela conseguiu pela rede pública causavam-lhe fortes dores de cabeça e ouvido. E pior: não melhoravam sua audição.

 

Na primeira vez que testou um aparelho adequado, Simone, chorou e se emocionou: Aos seus 43 anos de vida, finalmente descobriu o barulho do vento e dos passos das pessoas.

 

Hoje, Simone, está reorganizando sua vida e voltando ao mercado de trabalho como Auxiliar de Serviços Gerais. Ela precisa de um aparelho auditivo que custa 4.500 reais. Precisamos da sua ajuda para alcançar esse objetivo!

 

Ajude a Simone a escutar de novo!


A hora é agora! Contribua com
Ajude Sissi a ouvir


Conheça quem está à frente desta campanha

Mariana Ferreira
  Mariana Ferreira
  

Você acredita que essa campanha tenha conteúdo proibido? Reporte esta campanha.