Aqui Tem Sinal de Vida

Comunidade – Fortaleza, CE
Paula Fiuza 3 semanas

Solidariedade não é dar o que nos sobra e sim...

Solidariedade não é dar o que nos sobra e sim compartilhar o que temos.

Foi quando li essa frase na camiseta das meninas da comunidade que decidi me envolver nesse projeto e tentar ajudar estas jovens de alguma forma. Elas tem muita sorte de terem sido acolhidas pelo Aqui Tem Sinal de Vida e o Aqui tem Sinal de Vida tem muita sorte de tê-las como voluntárias.

Paula Fiuza 3 semanas

Queremos nossa sede de volta!

A foto é antiga, da época em que o projeto ainda tinha uma sede. A edificação ao fundo, em azul, era onde o Aqui Tem Sinal de Vida realizava as suas atividades. No entanto, a sede não existe mais e é exatamente para a viabilização de um novo espaço que criei esta vaquinha virtual.
Reafirmo aqui que um local adequado para os jovens estudarem e para a realização de cursos é fundamental para o desenvolvimento destas crianças. As casas da comunidade geralmente abrigam muitas pessoas e não oferecem condições adequadas para a concentração.
Já, as pessoas que aparecem na foto, os voluntários, continuam a doar o seu tempo, amor e energia para os jovens da comunidade. Nunca pararam.

Paula Fiuza 1 mês

Auto estima é tudo

O Aqui Tem Sinal de Vida vai além. Ele ensina, apoia e inclui. Hoje foi passeio de barco no Rio Ceará e foram todos: médicos, estudantes de medicina e as estagiárias, voluntárias e moradoras do Morro do Ceará. Quando todos fazem a mesma coisa, incluindo se divertir, as meninas se sentem importantes, sentem que são iguais e que podem atingir os mesmos objetivos que seus mestres atingiram. O caminho vai ser longo, elas precisarão de muito apoio, mas acreditar e ter auto estima é o começo.

Paula Fiuza 1 mês

Gente que faz

Gente que faz!
Além de atender a população do Morro do Santiago, orientar e ensinar uma profissão para as adolescentes da favela, arrecadar cestas básicas (por causa da pandemia), o Aqui tem Sinal de Vida, ainda ajuda os moradores de rua fazendo mutirão de atendimento médico uma vez por mês.
Falta apenas o local adequado para que eles possam realizar todas estas ações com mais eficiência.

Paula Fiuza 1 mês

Não falta solidariedade

No Aqui Tem Sinal de Vida não faltam voluntários e solidariedade. Tem os médicos, tem os estudantes de medicina, tem os agentes comunitários e os membros da comunidade. Se conseguirmos viabilizar a nova sede essa turma do bem terá um local mais apropriado para realizar os atendimentos médicos, ministrar os cursos e o mais importante: as voluntárias (estagiárias do projeto) terem um cantinho adequado para estudar e, com a ajuda desta vaquinha virtual, terem a oportunidade de mudar as próprias vidas, as de quem está em volta e o nosso Brasil.