Abas primárias

Campanha para trazer a família de Omana ao Brasil

Ativismo - São Paulo, SP
kicks
Arrecadados da meta de R$60.000,00
Encerrado!
Campanha flexível

Esta campanha recebeu todos os fundos arrecadados até 08/01/2016.

Recompensas

  • R$10,00

    Número para sorteio - Coração Nativiano
    Coração filigranado produzido artesanalmente pelo Mestre Wal em Natividade - Tocantins. Cada doação receberá um número para concorrer no sorteio. ATENÇÃO: PARA RECEBER O NÚMERO DO SORTEIO, APÓS DOAR, ENVIE UM E-MAIL PARA OPETENCH@GMAIL.COM COM SEU NOME COMPLETO ( O MESMO UTILIZADO PARA DOAÇÃO NO KICKANTE). NÃO IMPORTA SE ESCOLHER A OPÇÃO RECOMPENSA OU NÃO.
    40 pessoas kickaram.
    Entrega estimada em 09/01/2016

ATENÇÃO: PARA RECEBER O NÚMERO DO SORTEIO, APÓS DOAR, ENVIE UM E-MAIL PARA OPETENCH@GMAIL.COM COM SEU NOME COMPLETO ( O MESMO UTILIZADO PARA DOAÇÃO NO KICKANTE). NÃO IMPORTA SE ESCOLHEU A OPÇÃO RECOMPENSA OU NÃO. 

“Caiu todo mundo sobre mim. O sangue quente dos corpos me fez suar. Depois, um médico brasileiro me ajudou a vir para São Paulo”, Omana Ngandu, congolês que fugiu do seu país e inicia sua vida na capital paulista.

A história acima é apenas uma das viradas na vida de Omana Ngandu. Nessa ocasião, sua morte era certa: ele foi fuzilado junto a outros homens perseguidos pela polícia da República Democrática do Congo. Todos morreram, menos ele. Um médico brasileiro o ajudou a vir para São Paulo. E agora ele tenta trazer o restante da sua família para recomeçar a vida no Brasil.

Omana sempre foi um homem influente no Congo. Foi ativista dos direitos da mulher e das crianças, tendo criado uma ONG em seu país, o que chamou a atenção das autoridades e acabou sendo preso mais de 20 vezes por conta dessa atividade. Todas as vezes em que foi preso, acabou solto por pressão popular.

O congolês é graduado pela Universidade de Lubumbashi, tendo feito mestrado na França, na Universidade de Grenoble. É casado e pai de seis filhos. Ao retornar para o Congo, abriu sua ONG, quando passou a ser perseguido pelas autoridades, começando a temer pela sua vida e de sua família. Ao sobreviver à execução contada acima, sua mulher, nesse meio tempo, fugiu para o Quênia, com seus filhos, onde atualmente é protegida pelas autoridades locais. Quando chegou ao Brasil, Omana obteve ajuda para encontrar sua família no Quênia, e recebeu uma triste notícia. Sua filha mais velha havia sido capturada e morta e sua casa havia sido queimada.

O Congo está entre os três maiores países da África e é considerado um dos mais pobres do mundo. Com mais de 200 etnias, passa por turbulências políticas e conflitos civis, tendo que lidar com uma ditadura sangrenta após a independência da Bélgica, nos anos 1960. Os conflitos da região já levaram mais de quatro milhões de vidas, e muitas outras estão ameaçadas com os altos índices de mortalidade infantil, com mais de 70% da população subnutrida, vivendo abaixo da linha da pobreza.

Omana, agora, quer recomeçar sua vida no Brasil. E é por isso que criamos essa campanha. Omana começou a dar aulas de francês e de cultura africana na ONG Adus, no Centro de São Paulo, e seu objetivo é juntar dinheiro para conseguir comprar as passagens para sua mulher e seus filhos. Como eles não têm passaporte, e Omana não pode fazer seus documentos por ser um perseguido político, a ONG está buscando apoio da embaixada brasileira para que aceite a viagem para garantir o direito da família permanecer unida. Cada passagem custa em média 9 mil reais, mais impostos, dando o total para todos em torno de 60 mil reais.

Família Omana

A ourives Thais Guarnieri criou uma rifa para ajudar Omana. O prêmio é uma peça de ouro fabricada artesanalmente pelo Mestre Wal feita com a técnica de filigrana, em forma de coração, para simbolizar a liberdade. 

Essa peça é feita em ouro trazido do município de Natividade, em Tocantins. Natividade foi uma grande mina de ouro, e estima-se que no século 18 viveram mais de 40 mil escravos, muitos vindos do Congo.

O maior sonho de Omana é reencontrar sua mulher e seus filhos. O objetivo da campanha é arrecadar dinheiro para comprar as 6 passagens aéreas para que eles possam viajar do Quenia para São Paulo. Cada passagem custa em média U$ 2000,00 dado o valor do dólar hoje e os impostos além do site que recebe 12% do valor arrecadado.

O coração fabricado pelo Mestre Wal que trabalha na http://joiasdenatividade.com/s/?page_id=29  vai ser sorteado pelo Omana no final da campanha de arrecadação.

ATENÇÃO: PARA RECEBER O NÚMERO DO SORTEIO, APÓS DOAR, ENVIE UM E-MAIL PARA OPETENCH@GMAIL.COM COM SEU NOME COMPLETO ( O MESMO UTILIZADO PARA DOAÇÃO NO KICKANTE). NÃO IMPORTA SE ESCOLHEU A OPÇÃO RECOMPENSA OU NÃO. 

TODO DINHEIRO DOADO SE DESTINA A COMPRA DAS PASSAGENS MAS  A COTAÇÃO DO DÓLAR ALTERA TODOS OS DIAS. CASO SOBRE DINHEIRO ESTE SERÁ USADO PARA COMPRAR MÓVEIS PARA CASA DOS OMANAS. 


A hora é agora! Contribua com
Campanha para trazer a família de Omana ao Brasil

Saiba mais sobre o criador desta campanha:

Facebook | Mestre Wal

Conheça quem está à frente desta campanha

Thais Ribeiro
  Thais Ribeiro
  

Você acredita que essa campanha tenha conteúdo proibido? Reporte esta campanha.