Abas primárias

Centro Internacional de Estudos do Método APAC

ONGs - Itaúna, MG
kicks
Arrecadados da meta de R$400.000,00
Campanha flexível

Esta campanha irá receber todas contribuições em 18/08/2018.

Fundada em São José dos Campos/SP no dia 09 de julho de 1995, pelo jornalista e advogado, Mário Ottoboni, a Fraternidade Brasileira de Assistência aos Condenados – FBAC, é uma associação jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, que congrega, orienta, capacita e fiscaliza as Associações de Proteção e Assistência aos Condenados, ademais de assessorar a aplicação do Método APAC em outros países.

A FBAC atua ainda na mobilização de instituições municipais, estaduais, federais e internacionais, objetivando a abertura de novas APACs. Essa articulação se dá com os membros da sociedade civil organizada, Poderes Judiciário, Executivo e Legislativo, Igrejas, empresários, autoridades, e interessados em implementar APACs em suas comarcas.

Como visão, a FBAC busca, por meio das APACs, humanizar o cumprimento das penas privativas de liberdade, oferecendo ao condenado condições de recuperar-se e, ainda, proteger a sociedade, socorrer as vítimas e promover a Justiça Restaurativa.

A APAC, Associação de Proteção e Assistência aos Condenados, por sua vez, é uma entidade civil de direito privado, com personalidade jurídica própria, dedicada à recuperação e à reintegração social de condenados a penas privativas de liberdade. Nascida em 18 de novembro de 1972, em São José dos Campos (SP), a APAC, assim como a FBAC, também foi idealizada pelo Dr. Mário Ottoboni e um grupo de amigos cristãos, com o objetivo de amenizar as aflições vividas pela população prisional, familiares e a comunidade local.

Composto de 12 elementos fundamentais, o Método APAC propõe ao recuperando a oportunidade de ser corresponsável pela sua recuperação e reintegração à sociedade. Nas APACs, administradas sem o concurso da polícia ou agentes penitenciários, os próprios presos detêm a posse das chaves, e as atividades diárias incluem trabalho, estudo, espiritualidade, valorização humana, capacitação profissional, ajuda mútua, integração familiar, entre outros, fazendo com que a metodologia apresente excelentes resultados. Prova disso, a taxa de reincidência, isto é, de regresso à criminalidade, gira em torno de 20%, enquanto no sistema convencional brasileiro, é de cerca de 85%; e o custo per capita de cada recuperando (interno) custa apenas 1/3 aos cofres públicos em comparação ao mesmo preso no sistema prisional comum. Além disso, jamais foram registradas rebeliões ou atos de violência ao longo dos seus 45 anos de existência.

Diante da grandiosidade e complexidade do trabalho, a FBAC e as APACs mantêm como parceiros: Tribunais de Justiça de Minas Gerais, Maranhão, Paraná, Rio Grande do Norte e Rondônia;  Secretarias de Estado de Administração Prisional de Minas Gerais, Maranhão, Paraná e Rondônia; Procuradoria Geral dos estados acima elencados; Associação Voluntários para o Serviço Internacional - AVSI Brasil; Instituto Minas Pela Paz – IMPP; Prison Fellowship International – PFI; Gruppo Dirigenti FIAT; Isvor; Betania Tanure Associados; Tio Flávio Cultural; Grupo Mulheres do Brasil; SENAC; entre outros.

A presente campanha tem por objetivo a arrecadação do valor de R$ 400.000,00, o qual será revertido para a construção do Centro Internacional de Estudos do Método APAC – CIEMA.

Este Centro terá grande importância no desenvolvimento do Método APAC no Brasil e exterior, dado que irá proporcionar a estudiosos, pesquisadores, voluntários, autoridades e sociedade em geral, uma estrutura para que sejam realizadas pesquisas, estudos e eventos em torno da metodologia apaqueana. Serão ainda disponibilizados alojamentos para a recepção e acolhida de visitantes nacionais e internacionais que têm o desejo de aprofundar no estudo e replicar o Método.

O CIEMA estará diretamente conectado ao Centro de Justiça e Reconciliação da Prison Fellowship International, sediado em Stuttgart, Alemanha, e outras universidades de todo o mundo, a fim de estabelecer parcerias para que cada vez mais pessoas, possam conhecer a metodologia, divulgá-la e implementá-la em suas cidades.

Gostaríamos de contar com a sua valorosa colaboração à nossa campanha, pois você certamente estará contribuindo para que vidas sejam resgatadas e recuperadas, levando, consequentemente, a uma sociedade mais segura e tranquila para todos. Venha fazer parte! Colabore conosco!


A hora é agora! Contribua com
Centro Internacional de Estudos do Método APAC

Saiba mais sobre o criador desta campanha:

Facebook | Portal FBAC

Conheça quem está à frente desta campanha

Fraternidade Brasileira de Assistência aos Condenados
  Fraternidade Brasileira de Assistência aos Condenados
  

Você acredita que essa campanha tenha conteúdo proibido? Reporte esta campanha.