Abas primárias

Emplacando a Memória do Vidigal

Comunidade - Rio de Janeiro, RJ
kicks
Arrecadados da meta de R$30.000,00
Campanha flexível

Esta campanha irá receber todas contribuições em 11/05/2017.

           EMPLACANDO A MEMÓRIA DO VIDIGAL

 

 

O projeto “EMPLACANDO A MEMÓRIA DO VIDIGAL” tem como objetivo  CRIAR PLACAS NOMINATIVAS COM INTERVENÇÕES ARTÍSTICAS nos pontos de referências do Vidigal.

Esse propósito se justifica uma vez que em uma favela as áreas são mais conhecidas (e reconhecidas) do que as ruas. Ainda assim, não há nenhuma identificação visual dessas localidades. Além disso, tais nominações não são oficiais. Essas são dadas pelos seus moradores e suas motivações encontram-se na memória de quem tem o pertencimento do local.

Existe um afeto marcado ao dizer: “sou cria da Pedrinha”, “moro no 314”. Essas determinações localizam o indivíduo muito mais do que as ruas onde residem. Legitimam a identidade e o pertencimento do indivíduo dentro do morro. Pois, a favela preserva relações sócio-espaciais desconhecidas pelo "asfalto". Subverte a ordem dominante.

 

Dessa forma, desejamos registrar essas localidades através de placas nominativas com intervenções de artistas do morro do Vidigal. Para tal, estamos conduzindo uma pesquisa através de entrevistas com moradores antigos e registrosde acervos, a fim de apuarar a origem de tais nomeações.  Assim, preservaremos as denominações feitas por seus moradores. Essas são homenagens a comerciantes (Ex: Ivanildo, Chiquinho), pessoas importantes para a história do morro  e a identidade local (Ex: Largo do Santinho, D. Rosa) e símbolos de localidades (Ex: Biquinha, Orelhão).

 

Para isso, contamos com a criatividade e talento dos artistas do Vidigal., tais como: Sérgio Ricardo, Sônia Magalhães, Jr. Ramos, Thiago Oliveira e Andréia Junqueira.

Pretendemos que essas placas sejam feitas em material durável, que resista à ação do tempo. De resto, cada artista terá sua autonomia para criação. Além do nome da área (ponto de referência), a placa também irá conter uma frase informativa sobre a pessoa ou símbolo que nomeia o lugar.

Abaixo, uma demostração dos pontos de fixação das placas:

 

Para realizarmos esse trabalho teremos gastos com material e mão-de-obra para a feitura e fixação das 40 placas. Precisamos de artigos como: tintas, pincéis (próprios para a exposição ao tempo); parafusos, tubos, braçadeiras (lembrando que alguns pontos de fixação são em pedras), cimento, etc; além de serviços específicos, como: de  pedreiro, de soldador, de transporte de materiais.

Daí o valor objetivado pela campanha ser de 30,000. Precisamos muito da adesão de amigos, parceiros e defensores da preservação da memória da favela.

O projeto não irá estacionar caso não consigamos arrecadar o valor pretendido. Emplacaremos as áreas do Vidigal; registraremos a memória do morro. Faremos como até aqui o ColetivAção  Vidigal caminhou: fazendo.

Porém, se tivermos pessoas nos apoiando na realização desse projeto, caminharemos melhor. Até agora, o que nos impediu da caminhada ser mais ligeira foi a falta de grana para arcar com os custos de execução do projeto. Nos ajude a emplacar essa ideia através da sua doação para o "EMPLACANDO A MEMÓRIA DO VIDIGAL". Qualquer colaboração é bem vinda.  

 

EMPLACAR AS ÁREAS DO VIDIGAL É:

- contar a história da favela;

- revitalizar a memória;

- preservar nossa identidade; 

- criar uma exposição artística permanente;

- valorizar os artistas locais;

- homenagear nossa gente;

- manter nossa identidade viva!

 

EM 27\11\2016, SAIU UMA MATÉRIA NO OGLOBO SOBRE O PROJETO. ACESSE O LINK ABAIXO E A LEIA:

http://oglobo.globo.com/rio/os-apelidos-que-guiam-os-moradores-pelo-vidi...


A hora é agora! Contribua com
Emplacando a Memória do Vidigal

Saiba mais sobre o criador desta campanha:

Facebook | mapa Vidigal 100 Segredos | Coletivação Vidigal

Conheça quem está à frente desta campanha

Bárbara Nascimento
  Bárbara Nascimento
  

Você acredita que essa campanha tenha conteúdo proibido? Reporte esta campanha.