Abas primárias

Festival Geração Perdida de Minas Gerais I

Eventos - Belo Horizonte, MG
kicks
Arrecadados da meta de R$4.000,00
Campanha flexível

Esta campanha irá receber todas contribuições em 16/11/2018.

Recompensas

Quem é Geração Perdida de Minas Gerais e por que eu daria dinheiro para vocês?

 

"Tudo tem de começar em alguma hora e em algum lugar", canta Vitor Brauer, membro da banda Lupe de Lupe e um dos criadores do movimento Geração Perdida de Minas Gerais. A Geração Perdida iniciou seus trabalhos em meados de 2012 e desde então lançou mais de dezenas, senão centenas, de obras musicais e audiovisuais. Criado com o objetivo de unir artistas que viviam à margem dos grandes veículos midiáticos e das panelinhas de produtores e eventos de Belo Horizonte, o grupo tem ganhado cada vez mais artistas e seguidores de todas as cidades para compor seu movimento. Após vários eventos menores com duas ou três atrações, e dois réveillons fora de época que uniam todos os artistas da Geração Perdida, o grupo agora investe na ideia de um festival anual feito na rua, aberto à todos os públicos. Os artistas são conhecidos por seu contato direto com o público e por sua sinceridade na sua ligação com a arte e com relacionamentos próximos. Por isso mesmo resolveram procurar primeiramente o investimento direto de fãs e amigos para o primeiro (de muitos, se Deus quiser) Festival Geração Perdida de Minas Gerais.

Idealizado por Marcus Vinicius Evaristo (da banda Aldan) e Fernando Motta, dois líderes do movimento, o festival tem como objetivo apresentar ao vivo os trabalhos anuais dos artistas da Geração Perdida e promover um intercâmbio cultural com bandas de outros gêneros e outras regiões. Nesse primeiro momento, os convidados de fora da Geração Perdida são Tuer Lapin (conceituada banda experimental de Porto Velho, Rondônia), Tom Gangue (jovem banda que mistura indie rock e samba rio de Queimados, Rio de Janeiro) e El Toro Fuerte (banda alternativa de dois artistas da Geração, João Carvalho e Fábio de Carvalho). Os detalhes do evento e das recompensas estão abaixo.

Obrigado desde já,

Geração Perdida de Minas Gerais

 

Detalhes do festival:

Local: Praça da Liberdade, área externa do Prédio da Rainha da Sucata

Data: 17 de novembro e 18 de novembro de 2018

Programação:

17/11 - Sábado

14h - Discotecagem Laura & Laurinha

15h10 - Grupo Porco

16h20 - Mafius + Wagner Almeida

17h30 - Pedro Flores

18h40 - Tuer Lapin (RO)

19h50 - El Toro Fuerte

18/11 - Domingo

14h - Discotecagem Damy & Barol

15h - Não Não Eu + Paola Rodrigues + Dani Gomez

16h20 - Aldan

17h30 - Tom Gangue (RJ)

18h40 - Fernando Motta + Jonathan Tadeu + Vitor Brauer

Orçamento explicado:

Sistema de som - 1200$

Banheiro - 400$

Segurança - 250$

Limpeza- 200$

Taxa de licenciamento - 88$

Custos das bandas de fora - 1000$

Logística - 100$

Produção das recompensas - 400$

Porcentagem do Kickante: 362$

Total: R$ 4000,00


A hora é agora! Contribua com
Festival Geração Perdida de Minas Gerais I

Saiba mais sobre o criador desta campanha:

Facebook | Twitter | Bandcamp da Geração Perdida com todos os artistas | Canal da Geração Perdida no Youtube

Conheça quem está à frente desta campanha

Vitor Brauer
  Vitor Brauer
  

Você acredita que essa campanha tenha conteúdo proibido? Reporte esta campanha.