Abas primárias

Instituto Brasil a Gosto | Ação Vale do Ribeira

Comunidade - São Paulo, SP
kicks
Arrecadados da meta de R$150.000,00
Encerrado!
Campanha flexível

Esta campanha recebeu todos os fundos arrecadados até 06/07/2020.

Recompensas

  • R$30,00

    (5 euros)
    Juntos vamos ajudar essas famílias, nas duas pontas da cadeia da alimentação nacional. E temos que agir já!
    40 pessoas kickaram.

  • R$60,00

    (10 euros)
    Ajude essas famílias e receba um e-mail de agradecimento do Instituto Brasil a Gosto.
    25 pessoas kickaram.

  • R$180,00

    (30 euros)
    Com o seu apoio escoaremos a produção e colocaremos comida na mesa de muitas pessoas. Ganhe um e-book com receitas do Instituto Brasil a Gosto e da chef Ana Luiza Trajano.
    31 pessoas kickaram.

  • R$400,00

    (65 euros)
    Receba uma vídeo-aula gravada com o chef e pesquisador Max Jaques sobre a variedade de ingredientes da Mata Atlântica e seus usos na cozinha brasileira. E faça a diferença para famílias em situação de vulnerabilidade.
    13 pessoas kickaram.

  • R$700,00

    (115 euros)
    Juntos vamos fazer a diferença e ainda garantir sua vaga para assistir uma aula online, ao vivo, com a chef Ana Luiza Trajano, ensinando uma receita brasileira.
    2 pessoas kickaram.
    Restam 18 kicks.

Contribua com a distribuição de alimentos a populações vulneráveis. Sua ajuda também trará renda para as comunidades quilombolas do Vale do Ribeira.

A pandemia do novo coronavírus está levando a fome a muitas famílias brasileiras. Ao mesmo tempo, agricultores e pescadores estão com dificuldade para escoar sua produção e, enquanto vêem alimentos se perderem, com eles vão também sua fonte de sobrevivência. Por isso, o Instituto Brasil a Gosto, que tem como missão pesquisar, registrar e promover a cozinha brasileira, faz um apelo: vamos, juntos, ajudar essas famílias, nas duas pontas da cadeia da alimentação nacional. E temos que agir já!

O objetivo central desta campanha é promover a doação de kits de alimentos para famílias em situação de vulnerabilidade e, ao mesmo tempo, escoar a produção das comunidades quilombolas e caiçaras do Vale do Ribeira, ajudando também os produtores a garantirem sua renda.

Claudio Tavares/ISA

Histórico da parceria

Depois de trabalhar com as comunidades quilombolas do Vale do Ribeira durante todo o último ano, o Instituto Brasil a Gosto se aproximou mais da realidade dessas famílias e, por isso, é em benefício do trabalho social e historicamente importante realizado por elas que iniciamos esta campanha.

Essas comunidades fornecem há anos produtos para a alimentação de alunos da rede pública do Estado de São Paulo. Porém, com a interrupção das aulas por conta da pandemia, toneladas de alimentos (como banana, abóbora, alface, inhame, mexerica, palmito) produzidos pela Cooperativa dos Agricultores Quilombolas do Vale do Ribeira - Cooperquivale que iriam para os estudantes estão se acumulando.

Para aproveitar esse excedente e também alimentar quem tem fome, nos unimos à Cooperquivale, ao Instituto Socioambiental, à comunidade caiçara da Enseada da Baleia e ao Instituto Linha D'água. Com ajuda deles, vamos comprar essa produção e redistribuir esses insumos, em formato de kits de alimentos, para famílias em situação de vulnerabilidade.

Claudio Tavares/ISA

Cada kit será composto por ao menos dez itens entre os 26 produzidos pela Cooperquivale, de acordo com sua sazonalidade, somando 15 quilos de alimentos cada um, mais um quilo de peixe seco (entre parati, corvina, tainha, salteira e bagre) de comunidades tradicionais da Ilha do Cardoso e região e beneficiados pela Comunidade Caiçara da Enseada da Baleia. Entre esses alimentos devem estar palmito, mandioca, limão, inhame, cará, diferentes variedade de banana, chuchu, mel, rapadura, farinha, taiada, batata doce, alface, cheiro verde, couve, entre outros. Comida de verdade, cheia de afeto, para alimentar as famílias vulneráveis de Eldorado, Iporanga e São Paulo.

 

Uma primeira etapa desse projeto, com apoio também da Good Energies e União Europeia, já beneficiou 716 famílias de 18 aldeias Guarani, dois quilombos, moradores dos municípios de Eldorado e Iporanga (SP) atendidos por organizações como a Ação Social e a Associação Mulheres Unidas por uma Vida Melhor (Amuvim), e moradores da zona sul da capital paulista atendidos pela ONG Bloco do Beco e coletivos parceiros. Mas cada cesta dura menos de um mês, por isso, há a necessidade de prolongar e ampliar seu atendimento. E é aí que podemos fazer a diferença, juntos.

Esta iniciativa é um complemento a uma ação iniciada pelo Instituto Brasil a Gosto em meados de março, quando se iniciou a quarentena instituída pelas autoridades para diminuir o contágio pelo novo coronavírus. Por cerca de dois meses, a Instituição, fundada e presidida pela chef Ana Luiza Trajano, apoderou-se de sua experiência na divulgação de conteúdo sobre a cozinha brasileira para lançar em suas redes sociais uma série de mais de 60 vídeos com receitas e dicas de organização na cozinha para que as pessoas tenham em casa uma alimentação mais equilibrada e saborosa. Foram quase 50 receitas desenvolvidas a partir de ingredientes da cesta básica do brasileiro, insumos frequentemente encontrados nos lares nacionais que se transformaram em receitas práticas e gostosas, evitando o desperdício. Todas ensinadas pela chef Ana Luiza Trajano. Agora, para encerrar e ampliar o alcance desse projeto, unimos forças com outras entidades para doar cestas básicas que podem fazer a diferença na vida de muitas famílias. Venha com a gente nesse esforço coletivo.

 

Um dos pilares do Instituto Brasil a Gosto, fundado pela chef Ana Luiza Trajano, é promover e divulgar conhecimento sobre a cozinha brasileira. Para isso, além de livros (Básico - Enciclopédia de Receitas do Brasil; Misture a Gosto; Cardápios do Brasil; e Brasil a Gosto), a entidade conta com uma forte plataforma digital, incluindo site, redes sociais e canal no Youtube. Seu trabalho é amplificado, ainda, por meio de cursos livres, palestras, aulas show e parcerias com importantes empresas do mercado.

Histórico: Vale do Ribeira, São Paulo-SP, Brasil

Não é só a riqueza ambiental que torna a região do Vale do Ribeira singular. Seu patrimônio cultural é igualmente valioso. Em seu território se encontram o maior número de comunidades remanescentes de quilombos de todo o estado de São Paulo, comunidades caiçaras, índios Guarani, pescadores tradicionais e pequenos produtores rurais. Trata-se de uma diversidade cultural raramente encontrada em locais tão próximos de regiões altamente urbanizadas, como São Paulo e Curitiba.

______________________________ 

Urgence famine dans la Valée du Ribeira

Famílias sem fome – une action contre la faim au Brésil

l'Instituto Brasil a Gosto fait appel à la générosité du grand public. Les dons financiers permettront nourrir les familles victimes de la faim aiguë et également drainer l’excédent de production agricole et halieutique de la region de la Valée du Ribeira

La pandémie du Coronavirus provoque l’insécurité alimentaire sévère au Brésil. À la fois, les agriculteurs “quilombolas” (communautés formées par les survivants de l'esclavage) et les “caiçaras” (pêcheurs traditionnels du sud-est du Brésil, issus du métissage entre indiens, euro et afro-descendants) regardent leur production et leurs moyens de subsistance se perdre. Pour cette raison, l'Instituto Brasil a Gosto lance un appel : aidons toutes ces familles !

Après avoir travaillé avec les “quilombolas” de la Valée du Ribeira tout au long de l'année dernière, l'Instituto Brasil a Gosto s'est rapproché de la réalité de ces communautés qui fournissent des produits pour nourrir les élèves des écoles publiques de l'État de São Paulo.

Cependant, avec l'interruption des cours en raison de la pandémie, des tonnes de nourriture (comme des bananes, des courges, des ignames et des cœurs de palmier) produites par la Coopérative d'agriculteurs Quilombola do Vale do Ribeira (Cooperquivale) s'accumulent.

Pour profiter de ce surplus et nourrir aussi ceux qui ont faim, nous rejoignons Cooperquivale et également l’Instituto Socioambiental, la communauté Caiçara d'Enseada da Baleia et l’Instituto Linha D'água. Ce sera avec leur aide et les dons recueillis auprès du public que nous achèterons la production mentionnée et nous la redistribuerons sous forme de kits alimentaires.

Chaque kit de 15 kilos comprendra au moins dix produits selon leur saisonnalité plus un kilo de poisson séché de l'île du Cardoso et région. Parmi ces aliments, citons-nous le cœur de palmier, le manioc, le citron, l'igname, l'igname, différentes variétés de banane, la chayote, le miel, la farine, la patate douce, la laitue et le chou, entre autres. De la vraie nourriture, pleine d'affection, pour nourrir les familles vulnérables d'Eldorado, d'Iporanga et de San Paolo.

Une première étape de cette campagne a déjà bénéficiée à 716 familles de 18 villages “guaranis” (amérindiennes), deux “quilombolas”, résidents des municipalités d'Eldorado, d'Iporanga et du côté sud de la capitale de San Paolo grâce à la collaboration des organisations telles que la Good Energies, l'Union européenne, l’Ação Social, l’Associação Mulheres Unidas por uma Vida melhor (Amuvim) et ONG Bloco do Beco.

Il est important de dire que cette initiative a été renforcée depuis la mi-mars par l'Instituto Brasil a Gosto. Au cours des plus de deux mois de la quarantaine au Brésil, l'Institution fondée et dirigée par la cheffe Ana Luiza Trajano a profité de son expérience dans la diffusion de contenus sur la cuisine brésilienne pour lancer sur ses réseaux sociaux une série de plus de 60 vidéos avec une cinquantaine des recettes et des conseils pratiques pour que les gens aient une alimentation plus équilibrée et savoureuse à la maison, évitant le gaspillage.

Malgré tous les efforts collectifs déjà mis en place, chaque kit distribué jusqu'à aujourd'hui ne dure pas un mois entier, donc nous unissons nos forces à celles d'autres entités pour amplifier la portée des dons et nous vous invitons à nous rejoindre, car toute collaboration sera énormément appréciée.

À propos de l’Instituto Brasil a Gosto

Fondé par la cheffe Ana Luiza Trajano, l'institut vise à promouvoir et diffuser les connaissances sur la cuisine brésilienne. Pour cela, en plus de publier des livres (Básico – Encyclopédie des recettes du Brésil; Misture a Gosto; Cardápios do Brasil e Brasil a Gosto), l'entité dispose d'une solide plate-forme numérique, comprenant un site Web, des réseaux sociaux et une chaîne YouTube. Son travail est encore renforcé par des cours, des conférences et des partenariats avec des entreprises éthiques.

 


A hora é agora! Contribua com
Instituto Brasil a Gosto | Ação Vale do Ribeira

Saiba mais sobre o criador desta campanha:

Facebook | Site | Instagram

Conheça quem está à frente desta campanha

Instituto Brasil a Gosto
  Instituto Brasil a Gosto
  

Você acredita que essa campanha tenha conteúdo proibido? Reporte esta campanha.