Abas primárias

Pode ser que seja só o leiteiro lá fora...

Teatro - Rio de Janeiro, RJ
kicks
Arrecadados da meta de R$12.000,00
Campanha flexível

Esta campanha irá receber todas contribuições em 27/09/2019.

Recompensas

“Pode ser que seja só o leiteiro lá fora...

Pode ser que não

Pode ser que sejam os nossos sonhos,

Que a tempos foram esquecidos e trocados por comodidades

Pode ser que eles decidiram nos buscar

Já que nós não sabemos mais como encontrá-los.”

 

                          - Marco Àureo

 

 “Pode ser que seja só o leiteiro lá fora...” é a primeira peça teatral de Caio Fernando Abreu. A obra fala sobre a sensação de alienação do restante do mundo, da importância da união em meio a tanta polarização e do papel fundalmente da arte na vida das pessoas.

Na ânsia por uma escapatória do caos que vivemos no âmbito político e social, encontramos o teatro, e no teatro encontramos “Pode ser que seja só o leiteiro lá fora...” como um presente enviado dos deuses para nos provocar, aliviar, provocar mais um pouco, até por fim, nos ceder um pouco de luz nesses tempos tão sombrios. A decisão de montar a peça foi imediata, ao prazo de ler a última palavra do texto, e fomos então para os ensaios. Não houve a necessidade de “modernizar” o texto pois os temas nele tratado são tão pertinentes agora como eram há mais de três décadas, visto que trata-se de uma questão humana, de entender-se para poder entender o outro. É uma forma de ver o belo em toda podridão e sujeira que nos cerca, de encontrar união e força nas diferenças, e acima de tudo, perceber a importância da arte .

Caio, como descrito por Amanda Costa em seu livro 306 graus, “É uma voz que fala pelos individuos que habitam as grandes cidades e por aqueles que se sentem deslocados e incômodos, sufocados e oprimidos pelo vazio, pela alienação e falta de sentido de uma sociedade massificadora, agredidos pela violência social, política e psicológica. Seus personagens representam uma geração que, ao buscar uma liberdade perdida e uma individualidade que lhes foi roubada pelo autoritarismo político, assume uma ideologia subjetivista de manutenção da identidade pessoal.” Precisamos de Caio ontem, hoje e amanhã!

Esperamos poder contar com a sua ajuda para poder tornar este sonho real!

 

“A única coisa que nós estamos tentando fazer é encontrar um jeito de dar um passo além do fim do mundo.”

 

 

Ficha Técnica:

Direção: Thaisa Santoth

Elenco: Isabela Faleiro, Gabriel Natividade, Leonardo Briones, Marco Àureo, Paula Lucena, Thalys Guarnieri, Victor Hugo Maia                                                 

Figurino: Lívia Catete

Cenário: Camila Doring

Produção: Marco Àureo

Assistente de Produção: Paula Lucena

 

Nossas redes sociais: @ColetivoRasga no Instagram e no Facebook.


A hora é agora! Contribua com
Pode ser que seja só o leiteiro lá fora...

Saiba mais sobre o criador desta campanha:

Facebook | Instagram

Conheça quem está à frente desta campanha

Marco Aurelio Silva
  Marco Aurelio Silva
  

Você acredita que essa campanha tenha conteúdo proibido? Reporte esta campanha.