Abas primárias

Por um oceano mais orgânico*

Meio ambiente - Salvador, BA
kicks
Arrecadados da meta de R$10.000,00
Encerrado!
Tudo ou nada

Esta campanha recebeu todos os fundos arrecadados até 10/01/2016.

Recompensas

  • R$20,00

    Sticker
    Ao doar R$ 20,00 ou mais você recebe: sticker (imagem digital para foto de capa do facebook) “Eu contribuí para a preservação dos mares brasileiros.”
    Uma pessoa kickou.
    Entrega estimada em 15/01/2016

  • R$50,00

    E-mail de agradecimento pessoal
    Ao doar R$ 50,00 ou mais você recebe: sticker (imagem digital para foto de capa do facebook) “Eu contribuí para a preservação dos mares brasileiros.” e um e-mail pessoal de agradecimento.
    6 pessoas kickaram.
    Entrega estimada em 15/01/2016

  • R$350,00

    Palestra/Conversa
    Recompensas anteriores e uma palestra/conversa (online ou na UFBA) onde você poderá tirar todas as suas dúvidas sobre os PFAAs.
    Uma pessoa kickou.
    Restam 19 kicks.
    Entrega estimada em 15/02/2016

  • R$2.000,00

    Participação na coleta de amostras
    Você poderá participar em uma expedição de coleta de amostras na Baía de Todos os Santos.
    Restam 3 kicks.
    Entrega estimada em 01/03/2016

#Find the English version of this Project at the bottom of this page!#

O PFOS (Ácido Perfluorooctano Sulfônico) faz parte do grupo das substâncias  perfluoralquilsulfonadas (PFAAs). É um composto altamente persistente e responsável por diversos efeitos adversos na biota e nos seres humanos: desde problemas hormonais e hepáticos até câncer. A maior parte dos trabalhos realizados no mundo sobre PFOS esta relacionado ao seu uso na indústria. No entanto, o PFOS também é um produto base da produção de um praguicida amplamente utilizado no Brasil e  um dos seus produtos de degradação: a Sulfluramida, que é utilizada pra combater formigas de corte.

Devido as suas propriedades físico-químicas e sua alta toxicidade o PFOS faz parte do grupo dos Poluentes Orgânicos Persistentes e sua produção e uso é regulado pela Convenção de Estocolmo. Os países signatários da Convenção de Estocolmo são responsáveis, não somente, pela restrição do uso desse composto, mas também pelo monitoramento ambiental a fim de identificar se as medidas restritivas estão sendo efetivas. O Brasil faz parte da Convenção de Estocolmo e hoje possui uma autorização para continuar usando o PFOS para a manufatura da Sulfluramida, visto que até o momento não foram encontrados substitutos adequados para esse praguicida.

O Brasil não só é um grande usuário da Sulfluramida como também é um importante produtor e exportador. No entanto,  são raros os estudos que citam a sua ligação aos PFOS e/ou estudos de ocorrência de PFOS em amostras ambientais do Brasil. Alguns estudos (http://pubs.acs.org/doi/abs/10.1021/es300578x e hhttp://pubs.acs.org/doi/abs/10.1021/es503490z) já mostraram que esse composto esta amplamente distribuído no nosso mar (desde o Rio Grande do Sul até a Amazônia). Dessa forma, nosso maior objetivo é responder a pergunta: Seria a Sulfluramida uma fonte significante de PFOS para a costa brasileira? 

Ajude-nos a responder essa pergunta e com os dados gerados dar subisídios para que os órgãos ambientais possam proibir o uso, a produção e a venda da Sulfluramida no Brasil.

Começamos nosso projeto avaliando a ocorrência de PFOS e outros produtos de degradação da Sulfluramida em águas superficiais da Baía de Todos os Santos. Afinal de contas, a Bahia esta entre os 4 estados que mais comercializam a Sulfluramida e as águas da Baía de Todos os Santos tem conexão direta com o Oceano Atlântico.

Na segunda parte do projeto, vamos analisar amostras de água superficial e sedimento de 4 rios que deságuam na Baía de Todos os Santos para avaliar e quantificar os fluxos de PFOS. Além disso, também analisaremos amostras do extremo Sul da Bahia (Complexo Estuarino de Caravelas e Nova Viçosa), pois nessas regiões encontram-se extensas plantações de eucaliptos que é a cultura onde a Sulfluramida mais é utilizada. Vale lembrar que o Complexo Estuarino de Caravelas e Nova Viçosa fica em frente a Parque Nacional Marinho dos Abrolhos que, além de abrigar exuberantes formações de corais, é também a região de reprodução da baleia Jubarte.

Ajudando a financiar esse projeto você estará viabilizando:

- pagamento de embarcação e material para coletas em 4 rios da Baía de Todos os Santos (Rio Paraguaçu, Rio Subaé, Rio Mataripe e Rio São Paulo);

- pagamento de embarcação e material coletas no Complexo Estuarino Caravelas-Nova Viçosa;

- compra de material para realização das analises de PFOS: cartuchos de extração, solventes e reagentes.

Os dados gerados e resultados obtidos estarão disponíveis no site: http://juoceano.github.io/por-um-oceano-mais-organico

 

Sou oceanóloga formada pela Universidade Federal de Rio Grande e com doutorado em Oceanografia Química pela Universidade de São Paulo. Há um ano e meio sou professora adjunta do Departamento de Oceanografia da Universidade Federal da Bahia e venho lutando contra a maré de cortes orçamentários que resultaram nas dificuldades hoje enfrentadas pela ciência no Brasil. 

No cenário atual vejo duas opções: ou paro as minhas pesquisas ou acho formas criativas de mantê-las. Optei pela segunda, porque sou brasileira e não desisto nunca! ;)

* se refere a um oceano livre de qualquer composto sintético, um trocadilho com o termo "alimentos orgânicos"

 

English version below

PFOS (perfluorooctane sulfonate) is a perfluoroalkyl acid (PFAAs). It is a highly persistent compound and responsible for many adverse effects on the biota and humans: from hormonal and liver problems to cancer. Most of the works done about PFOS are related to its use in the industry. However, PFOS is also a degraded product from a pesticide widely used in Brazil: Sulfluramid, used to control cut ants. 

Due to its physicochemical properties and its high toxicity PFOS is considered as a persistent organic pollutants and their production and use is regulated by the Stockholm Convention. The signatories to the Stockholm Convention are responsible, not only to restrisct the use of this compound, but also for environmental monitoring in order to identify whether the restrictive measures are being effective. Brazil is part of the Stockholm Convention and nowadays has a license to continue using PFOS for manufacture of Sulfluramid, since so far it has not been found a suitable substitutes for this pesticide.

Brazil is not only a big user of Sulfluramid, but also is an important producer and exporter. However, only few studies mentioning their connection to PFOS and/or report PFOS occurrence in environmental samples from Brazil.  Some studies (http://pubs.acs.org/doi/abs/10.1021/es300578x and  http://pubs.acs.org/doi/abs/10.1021/es503490z) have shown that this compound is widely distributed in our sea ( from Rio Grande do Sul Stateto the Amazon ). Therefore, our main goal is to answer the question: Is the ongoing Sulfluramid use in Brazil a significant source of PFOS to the Brasilian coast?

Help us answer that question and supply the environmental agencies with enough data to prohibit the the use, production and sale of Sulfluramid in Brazil.

We started our project evaluating the occurrence of PFOS and other degradation products of Sulfluramid in surface waters from Todos os Santo Bay, Bahia, Brazil. For two reason: (1) Bahia is among the four states that more commercialize Sulfluramid and (2) the waters from Todos os Santo Bay has direct connection to the Atlantic Ocean.

In the second part of the project, we will analyze samples of surface water and sediment of 4 rivers that flow into the Bay of All Saints to evaluate and quantify PFOS flows. We also will analyze samples from the far southern Bahia ( Estuarine Complex of Caravelas and Nova Viçosa) because these regions have vast eucalyptus plantations where Sulfluramid is widely used. The Estuarine Complex of Caravelas and Nova Viçosa is located in front of the Abrolhos Marine National Park which , besides hosting exuberant coral formations, is also the breeding region for Humpback whales.

Helping to fund this project you will be enabling:

- payment of vessel and material for water and sediment collections in four rivers of the Todos os Santos Bay (Paraguaçu, Subaé , Mataripe and São Paulo);

-  payment of vessel and material for water and sdiment collection in the Estuarine Complex of  aravelas and New Viçosa;

-  purchase of material to carry out the analysis of PFOS : extraction cartridges , solvents and reagents.

The data generated and results will be available at: http://juoceano.github.io/por-um-oceano-mais-organico

I am oceanographer graduated at Federal University of Rio Grande with a doctorate in Chemical Oceanography from the University of São Paulo. I have been a professor at the Department of Oceanography at the Federal University of Bahia (UFBA) for a year and a half. Since my first day at UFBA I've been fighting against the wave of budget cuts that resulted in many difficulties to keep our research running. In the present scenario I see two options: either stop my research or find creative ways to keep them. I opted for the second, because I'm Brazilian and I never give up ! ;)

* Refers to an ocean free of any synthetic compound, a joke with the term " organic food"

 


A hora é agora! Contribua com
Por um oceano mais orgânico*

Saiba mais sobre o criador desta campanha:

Facebook | Twitter

Conheça quem está à frente desta campanha

Juliana Leonel
  Juliana Leonel
  

Você acredita que essa campanha tenha conteúdo proibido? Reporte esta campanha.