sei.eco - plataforma de inovação socioecológica

Inovação – Ubatuba, SP
Felipe Fonseca 4 meses

RECOMPENSA EM DOBRO!

Desde o lançamento da campanha, já estávamos oferecendo recompensas em FairCoin, no valor equivalente a 10% de cada contribuição realizada. FairCoin é a criptomoeda criada pela rede internacional FairCoop como ferramenta para promover uma economia mais justa, descentralizada e geradora de autonomia. Como já comentei anteriormente, um dos elementos que protegem a FairCoin contra a volatilidade que se vê em outras criptomoedas é justamente o fato de estar claramente subordinada a uma visão de mundo sustentável, includente e ancorada a empreendimentos no mundo real.
Ecossistema da FairCoop

No momento em que os recursos arrecadados pela campanha de crowdfunding estiverem disponíveis, criaremos carteiras privativas de FairCoin para cada um dos apoiadores. As carteiras permanecerão reservadas pelo período de três meses após sua criação, quando serão então entregues aos apoiadores juntamente com um primeiro relatório de atividades do projeto piloto. É possível que no período de três meses entre a conversão e a entrega, a recompensa tenha se valorizado (ao longo de 2017, a cotação da FairCoin aumentou 2000%). Uma vez que as recompensas estiverem em mãos dos apoiadores, eles poderão optar livremente por: manter o valor em FairCoin; utilizá-lo para comprar produtos ou contratar serviços (no FairMarket ou outras lojas e produtores que aceitem FairCoin); doar recursos para o Fundo de Inovação Socioecológica; ou até converter o valor de volta em reais através do Nodo Local de Ubatuba ou de alguma corretora de câmbio.

O que o apoio do Nodo Local de Ubatuba está oferecendo agora é dobrar a recompensa dos primeiros apoiadores, até o teto do valor em FairCoin equivalente a R$ 1.000. Ou seja, até alcançarmos R$ 10.000 em contribuições, cada cem reais recebidos resultarão em uma recompensa equivalente a vinte reais no momento da conversão, em vez dos dez que já estávamos oferecendo. Minha recomendação é que façam logo suas contribuições, para não perder essa oportunidade única.

Leia mais:
https://medium.com/@felipefonseca/sei-eco-mais-informa%C3%A7%C3%B5es-e-r...

Felipe Fonseca 5 meses

Apresentação - sei.eco

sei.eco — campanha de arrecadação coletiva

A plataforma sei.eco tem por objetivo conectar pessoas e organizações que trabalham com inovação socioecológica. Incluímos neste recorte todas aquelas iniciativas que buscam construir um mundo melhor levando em conta aspectos sociais, ambientais, culturais e econômicos. Por exemplo, aquelas ligadas às seguintes áreas:

agroecologia;
saúde natural e plantas medicinais;
economia circular;
produção artesanal;
fabricação digital;
participação e controle social;
cooperativismo integral;
tecnologias livres e apropriadas: soberania tecnológica;
alimentação saudável;
economia solidária e comércio justo;
permacultura;
urbanismo emergente;
upcycling, manutenção e consertos;
moradia sustentável;
autonomia energética;
mobilidade de baixo impacto;
participação e controle social;
bioconstrução;
culturas da terra;
educação diferenciada.

Tais iniciativas frequentemente trabalham em escala ultralocal, e ao mesmo tempo expressam o desejo de atuar de maneira conectada e dialogando em rede, no mundo inteiro. A missão da plataforma sei.eco é facilitar os encontros entre estas pontas: aproximar quem tem pra ensinar de quem quer aprender; conectar quem oferece produtos ou serviços com quem precisa desses produtos e serviços.

Concepção

A plataforma sei.eco adota princípios do Design Thinking para garantir que qualquer ferramenta ou recurso desenvolvidos estejam ligados a demandas reais de sua comunidade de interesse. Será construída através das chamadas metodologias ágeis de desenvolvimento, que preveem um ciclo permanente de construção, experimentação e aprendizado.

Ao longo do período de concepção de sei.eco (segundo semestre de 2017), encontramos alguns eixos em torno dos quais se agrupam as principais demandas de projetos de inovação socioecológica. São eles: Financiamento, Educação, Eventos, Comércio, Colaboração e Divulgação.