Abas primárias

Pré-venda: Minhas conversas com o diabo

Livros - Manaus, AM
kicks
Arrecadados da meta de R$500,00
Encerrado!
Campanha flexível

Esta campanha recebeu todos os fundos arrecadados até 11/10/2016.

Recompensas

  • R$25,00

    Unzinho baratinho
    Você já garante um exemplar impresso da obra com desconto.
    Restam 20 kicks.
    Entrega estimada em 22/10/2016

  • R$46,50

    Dois por uma bagatela
    Você leva dois exemplares impressos com super desconto (o equivalente a R$ 23,25 por exemplar).
    Uma pessoa kickou.
    Restam 19 kicks.
    Entrega estimada em 22/10/2016

  • R$60,00

    Três por uma pechincha
    Você leva três exemplares impressos com preço que jamais verá no mercado (o equivalente a R$ 20 por exemplar) .
    Restam 10 kicks.
    Entrega estimada em 22/10/2016

  • R$75,00

    Quatro por quase nada
    Você leva quatro exemplares impressos ainda mais baratos (o equivalente a R$ 18,75 por exemplar).
    Restam 10 kicks.
    Entrega estimada em 22/10/2016

  • R$86,50

    Cinco bolas de sorvete
    Você leva cinco exemplares impressos a um preço inacreditável (o equivalente a R$ 17,30 por exemplar).
    Restam 5 kicks.
    Entrega estimada em 22/10/2016

  • R$170,00

    Clubinho de leitura
    Você leva dez exemplares impressos a um preço de dar inveja a qualquer sebo (o equivalente a R$ 17 por exemplar).
    Restam 2 kicks.
    Entrega estimada em 22/10/2016

A campanha

A obra, que já foi lançada na edição deste ano da Bienal Internacional do Livro de São Paulo juntamente com outros títulos do selo Lendari, será agora apresentada ao público Manauara. Esta campanha de financiamento coletivo é uma forma de promover a pré-venda antecipada aos leitores com descontos especiais. Aqueles que adquirirem antecipadamente o livro pela Kickante poderão resgatar seus exemplares durante o lançamento na capital do Amazonas, que acontece na loja colaborativa Jogo de Nós, no dia 22 de outubro (sábado), a partir das 17h.

O livro também estará à venda na ocasião do lançamento, ao preço de R$ 30.

Local de lançamento:

  • Jogo de Nós - Loja colaborativa (fanpage)
  • Data: 22 de outubro
  • Horário: De 17h a 20h

IMPORTANTE: os colaboradores da campanha Três livros amazonenses na Bienal de São Paulo também poderão resgatar seus exemplares de Minhas conversas com o diabo na ocasião.

 

Lançamento na Bienal de São Paulo - Estande Lendari

O autor

Nascido em Manaus, Amazonas, em 10 de maio de 1984, o autor começou a querer escrever suas próprias histórias depois de ler, ainda na infância, os livros A cidade muda, de Eduardo Amos; Rolando na duna, de Manoel Cardoso; e Vavá, entre o medo e a coragem, de Jair Vitória.

Consolidaram tal desejo alguns clássicos nacionais lidos na adolescência, como Miranda e o Bem-te-vi, de Regina Vieira; Entre a espada e a Rosa, de Marina Colasanti, e os conhecidos títulos da série Vaga-Lume, com destaque para O Escaravelho do Diabo, de Lúcia Machado de Almeida.

Chegou a rascunhar contos em estilo “noir”, graças às referências da época, como Agatha Christie e Stephen King. Hoje suas principais inspirações são o norte-americano Ernest Hemingway, o colombiano Gabriel García Márquez e o argentino Jorge Luis Borges. Completam as referências o português José Saramago e os ingleses Alan Moore, Neil Gaiman e China Miéville.

Sinopse da obra

“Cortem a criança ao meio e dê cada parte a uma mulher”, disse o Rei Salomão, diante das duas mulheres que reclamavam a maternidade de um bebê. De modo que a mãe verdadeira imediatamente protestou, pois preferia ver o filho ser entregue à outra que assistir a morte do inocente, sangue de seu sangue, diante dos seus olhos. Salomão soube, assim, que esta que agora cedia à disputa era senão a matriarca verdadeira, ao contrário da outra, que concordara com absurda sugestão do rei.

A famosa cena é apenas uma amostra da vasta sabedoria do Rei Salomão, que dizem que era inspirado por Deus. Mas há uma lenda antiga que diz que os profundos conhecimentos do rei sobre todas as coisas não vinham unicamente do Criador, mas dos servos daquele que vem, rouba, mata e destrói. No total, Salomão conjurou, ouviu e registrou para si os saberes reunidos de 72 demônios. Ao fim da empreitada, o monarca aprisionou os caídos em um jarro de bronze, o selou e o lançou no fundo de um lago.

Mas os babilônios, vendo tal cena, acreditaram que lá haviam tesouros reais e foram resgatar o artefato, sem que ninguém os vissem. Encontraram-no após dias, abriram-no e concederam a liberdade, outra vez, aos 72 anjos da escuridão. Libertos da clausura, voltaram a percorrer o mundo para atentar, ludibriar e mentir contra os homens – cada um com suas artimanhas, joguetes e aparência.

Do mesmo autor de “A terra por onde caminho”, “Minhas conversas com o diabo”, de Mário Bentes, reúne uma coletânea de contos onde tais potestades da terra e do ar encontram-se com seres humanos que, ao contrário dos reis e de outros homens de poder, almejavam coisas simples: reconhecimento profissional, rever um familiar desaparecido ou ter uma nova chance pelo amor. Mas os saberes arcanos, repassados pelos caídos, têm seu preço: seja ele em peso de ouro, prata ou carne.

E, cedo ou tarde, eles voltam para cobrar a conta.


A hora é agora! Contribua com
Pré-venda: Minhas conversas com o diabo

Saiba mais sobre o criador desta campanha:

Facebook | Lendari

Conheça quem está à frente desta campanha

Mário Bentes
  Mário Bentes
  

Você acredita que essa campanha tenha conteúdo proibido? Reporte esta campanha.