Abas primárias

Publicação do livro Certa Feita...

Livros - Contagem, MG

O livro "Certa feita... - Causos do Vale do Mucuri" reúne causos engraçados de minha região natal, o Vale do Mucuri, MG, que cataloguei em minhas andanças com a Viola Caipira fazendo apresentações musicais e no tempo em que morei lá. São cerca de 100 causos acontecidos ou "semi acontecidos" envolvendo pessoas folclóricas, políticos, velórios, bêbados, brigas e costumes, lendas e tradições. Está pronto! Resta apenas enviar à gráfica para impressão.

Os causos fazem parte da minha vida desde criança quando ouvia de minha mãe, histórias de onça, gigantes, lobisomem e do meu pai as relacionadas à história do Brasil e dos cangaceiros e coronéis do Sertão Nordestino: Lampião, Dôca Medrado, Horácio de Matos, dentre outros. Também, através de um senhor lá da roça, oriundo da Bahia como meus pais, chamado João Véi, que, mesmo analfabeto, declamava cordéis gravados na mente. Outro que passeava nesse universo do cordel foi Antônio Santana, um dos primeiros professores da comunidade rural do Córrego do Norte, onde nasci e de Santa Helena de Minas. Criava os chamados ”romances”, geralmente na semana santa, para serem lidos no sábado de aleluia, durante a queimação do Juda. Em seus versos, falava das pessoas do lugar, seus feitos e defeitos.

Nesse livro, tomei o cuidado de não ferir ninguém, de não praticar a agressão psicológica condenável nos tempos atuais chamada de bullying. Os personagens de alguns causos foram avisados e outros receberam pseudônimos.

Citando alguns causos: " Discurso político", "Vereador enfezado", "O boi de Águas Formosas", "Django em Águas Formosas", "O goleiro fumante", "Maxakali no médico", "Companheiros de gole", "Pinga na igreja", "Jegue nas costas", Guiado por três cegos", "O Bicho da Água Vermelha", "Ligação do Além", "Seu Madruga", dentre outros.

Em alguns momentos, apesar de não intencional, pode parecer um tanto quanto autobiográfico. Procurei descrever, não somente as conquistas, mas os tropeços, os deslizes, as aventuras comuns a todas as pessoas que viveram ou vivem no interior, como eu.

“Quem conta um conto, aumenta um ponto”. Muitas vezes, aumentei algumas informações, criei algum fato a mais, mas a maioria é real, aconteceu mesmo. Quem quiser provar, vá na região e procure a fonte, os personagens. Não esqueça de visitar os mais velhos, tomar um café (ou uma cachacinha) e pedir que contem outras.

Não tenho a pretensão de escrever meu nome na literatura brasileira. Meu intuito é de registrar algumas passagens cômicas e costumes da região onde nasci e me criei, o Vale do Mucuri.

Caso a campanha atinja a meta 3 vou prensar o meu novo cd já gravado de nome "Viola que ri e que chora". É uma extensão do livro escrito. O repertório é formado de novas composições minhas do universo da viola, com duas vertentes: o cômico e o sentimental.

 


A hora é agora! Contribua com
Publicação do livro Certa Feita...

Saiba mais sobre o criador desta campanha:

Facebook | Site do músico/violeiro/compositor

Conheça quem está à frente desta campanha

Valmir Ribeiro de Carvalho
  Valmir Ribeiro de Carvalho
  

Você acredita que essa campanha tenha conteúdo proibido? Reporte esta campanha.