Abas primárias

Crianças Fazendo Ciência no Exterior

Educação - Belo Horizonte, MG
kicks
Arrecadados da meta de R$26.000,00
Campanha flexível

Esta campanha irá receber todas contribuições em 05/03/2018.

Recompensas

Colabore agora e ajude os estudantes brasileiros a representar o Brasil no Equador!

Olá!!! Nós somos uma equipe composta por 15 estudantes do Ensino Fundamental do Centro Pedagógico, dois graduandos de Ciências Biológicas da UFMG – Universidade Federal de Minas Gerais –, uma professora de Biologia e vários colaboradores e precisamos da sua ajuda para mostrar nosso projeto no Equador! No ano de 2017 ganhamos o primeiro prêmio em uma feira brasileira de ciências e fomos convidados a apresentar este projeto, representando o Brasil, em uma feira latino-americana. (Veja nossa carta convite abaixo).

Não é todo dia que estudantes de escola pública têm a oportunidade de apresentar um projeto em outro país. E olha que esse não é qualquer projeto! Estamos falando de um projeto de educação ambiental, feito para avaliar o impacto da ação humana na natureza.

Nos ajude a dar um passo em direção ao sonho de um mundo mais ecologicamente consciente

Infelizmente, não temos verba para mandar nossa equipe para o exterior, e é por isso que precisamos de sua ajuda. Com a sua doação, nós poderemos fazer a apresentação na feira do Equador acontecer. Apoiando nosso projeto você vai:

  • Incentivar bons estudantes de uma escola pública brasileira a se interessarem ainda mais pela ciência, aprimorando seus estudos!
  • Possibilitar que estudantes da graduação se formem como professores mais preparados e motivados para se engajar na melhoria da educação básica!
  • Ampliar a vivência cultural dos estudantes, fazendo com que eles possam conviver com jovens inovadores de diversas partes das Américas!
  • Possibilitar que o Brasil seja representado nesta feira internacional de ciência!

O Centro Pedagógico é uma escola pública de Ensino Fundamental localizada dentro da UFMG. Os estudantes dos cursos de licenciatura da UFMG podem fazer estágio nessa escola e realizar projetos onde aplicam o conhecimento adquirido na UFMG com os estudantes da escola e aprimoram suas habilidades para se tornar futuros professores. Um desses projetos tem como objetivo estimular, entre crianças de 11 e 12 anos, a discussão sobre a interferência humana na natureza. A ideia saiu da cabeça do Vinícius Silva Ferraz, um dos graduandos e monitor do Centro Pedagógico, sob a orientação da Luiza Coutinho Martins, professora do Centro Pedagógico. O Vinícius convidou o Heitor Felipe Lopes de Castro, nosso outro estudante de Ciências Biológicas, que leva o curso com uma abordagem mais matemática, para executarem junto às crianças um projeto prático para compreender melhor a interação do ser humano com o meio ambiente. O projeto também contou com o apoio do Programa de Pós Graduação em Ecologia, Conservação e Manejo da Vida Silvestre, da UFMG. 

Mas o que é o projeto?

Intitulado A Matemática da Biodiversidade, consiste em uma comparação de dois ambientes localizados dentro da UFMG: a mata que fica entre o Centro Pedagógico e o CAD II e o gramado da Faculdade de Educação. Ele ocorreu em três etapas:

                - etapa 1: colocação de armadilhas para captura de insetos nos dois ambientes;

                - etapa 2: coleta, contagem e identificação dos insetos a nível de ordem;

                - etapa 3: análise dos dados com a utilização de ferramentas matemáticas.

Com esse projeto, nós pudemos debater ecologia, o processo de se fazer ecologia, a utilização de animais em experimentos científicos e a importância da matemática como ferramenta científica. O projeto também foi uma oportunidade de crianças participarem na prática de uma pesquisa científica e verem de perto os resultados das ações humanas na natureza, todos os 15 estudantes do Centro Pedagógico participaram de todas as etapas.

Esse projeto foi apresentado na FEBRAT – Feira Brasileira de Colégios de Aplicação e Escolas Técnicas –, pelos próprios estudantes do Centro Pedagógico, e recebeu o primeiro lugar na categoria de projetos das áreas biológicas. Como reconhecimento do nosso projeto, nós fomos convidados a apresentá-lo no Concurso de Proyectos Empresariales, Ciencia, Tecnologia e Innovación 2018, através do Programa Jovens Inovadores, em outra feira, a FELAPROCY – Feira Exposição Latino-Americana de Empreendimentos Produtivos, Ciencia e Tecnologia –, dessa vez no Equador. Essa é uma oportunidade de representarmos a UFMG e o Brasil em outro país e levarmos mais pessoas a participar dessa discussão tão importante.

 

Doando, você também fará parte dessa equipe e contribuirá para que nosso projeto alcance proporções maiores e para que mais pessoas tenham contato com a educação ambiental!

Seja um colaborador do projeto e nos ajude a chegar lá. Cada doação é um passo em direção ao sonho de fazer ciência no exterior.

 


A hora é agora! Contribua com
Crianças Fazendo Ciência no Exterior


Conheça quem está à frente desta campanha

Heitor Felipe
  Heitor Felipe
  

Você acredita que essa campanha tenha conteúdo proibido? Reporte esta campanha.