Abas primárias

OPERAÇÃO MILHAS PELA VIDA DAS MULHERES

Causas - Angra dos Reis, RJ
kicks
Arrecadados da meta de R$15.000,00
Encerrado!
Campanha flexível

Esta campanha recebeu todos os fundos arrecadados até 20/09/2020.

Recompensas

  • R$250,00

    Cada direito garantido
    é um aborto inseguro a menos!
    9 pessoas kickaram.
    Entrega estimada em 28/09/2020

  • R$50,00

    Já mudamos a vida de mais de 100 mulheres
    e queremos continuar esse trabalho! Obrigada por estar com a gente! Você vai receber o agradecimento direto da boca da mulher brasileira que vc ajudou.
    29 pessoas kickaram.
    Entrega estimada em 28/09/2020

  • R$100,00

    Entre 500 mil e 1 milhão de mulheres abortam no Brasil.
    Delas, apenas 1600 de modo legal. Nos ajude a mudar isso!
    32 pessoas kickaram.
    Entrega estimada em 28/09/2020

  • R$500,00

    A intenção de controle do corpo
    e das decisões da mulher são o retrato de momento político altamente conservador, que busca retroceder nas conquistas de todas as pautas sociais e de gênero. Você nos ajuda a resistir!
    6 pessoas kickaram.
    Entrega estimada em 28/09/2020

  • R$1.000,00

    Nossa formalização
    nos permitirá acessar fundos internacionais e recursos de grandes fundações filantrópicas, para dar conta do trabalho que temos na nossa frente.
    3 pessoas kickaram.
    Entrega estimada em 28/09/2020

  • R$2.500,00

    Sozinhas, não damos conta
    Com o seu apoio, nossa luta se fortalece!
    Entrega estimada em 28/09/2020

  • R$5.000,00

    Pela saúde e poder de decisão
    das mulheres sobre seu próprio destino!
    Entrega estimada em 28/09/2020

  • R$10.000,00

    Vamos juntos
    fortalecer nossa batalha por tantas mulheres que passam por abortos inseguros!
    Entrega estimada em 28/09/2020

Em apenas alguns meses, a operação MILHAS PELA VIDA DAS MULHERES já garantiu acesso a abortamento seguro e legal a uma centena de mulheres nos países da América Latina ou aqui mesmo no Brasil..

Nossa ação mudou a vida dessas 100 brasileiras e também a dos seus filhos e de suas famílias.  Mas nós queremos mudar o país inteiro.

 

Hoje nosso trabalho só é possível com a arrecadação de recursos doados por indivíduos, e todas as doações são utilizadas exclusivamente para a viabilização dos procedimentos das mais de 900 mulheres que vieram a nós em busca de respeito, empatia e ajuda.

Para ajudar mais e mais mulheres, temos que acessar os Fundos Internacionais de direitos humanos e as grandes organizações filantrópicas; e, para isso, precisamos nos formalizar como entidade. 

E por isso estamos aqui contando com a sua ajuda para esse financiamento específico para a nossa formalização.

 

Pessoa jurídica de direito privado, sem fins econômicos, lucrativos, político-partidários ou religiosos e com prazo de duração indeterminado é uma instituição de direitos humanos que tem por finalidade a promoção e defesa dos direitos das mulheres, em especial dos direitos sexuais e reprodutivos, atuando a partir de uma perspectiva de gênero e equidade, tendo como objetivos específicos, entre outros, "promover ações e campanhas destinadas à melhoria da qualidade do atendimento à saúde da mulher, ao pleno exercício dos direitos sexuais e reprodutivos das mulheres e à redução do aborto inseguro".

Criamos uma meta que nos garante prover os custos iniciais para a criação do instituto, sem romper com o nosso engajamento:

  • Custos cartoriais para obtenção de CNPJ, alvará e inscrição nos órgãos competentes;
  • Aluguel de uma sede fiscal para o Instituto (primeiro ano);
  • Contabilidade e administrativo (primeiro ano);
  • Registro de marca e plataforma de alojamento para site no estrangeiro;

Se o valor da meta for ultrapassado utilizaremos o excedente para o atendimento das viajantes ou para algum tipo de necessidade operacional nesse primeiro ano de formalização.

Todo ano, no Brasil, entre 500 mil e 1 milhão de mulheres passam pela experiência do abortoDelas, apenas 1600 de modo legal. A enorme maioria se submete às alternativas clandestinas, arriscando a vida. No Brasil, uma mulher morre a cada 48hs, em consequência de abortos inseguros.

E quando não morre, arrisca sua saúde e sua liberdade: o Aborto é considerado crime, com penas de 1 a 3 anos de detenção para a gestante, e de 1 a 4 anos para o médico ou qualquer outra pessoa que a auxilie. Exceção apenas para as situações de risco de vida para a gestante, fetos anencefálicos ou gravidez fruto de violência sexual.

Vivemos hoje um momento político altamente conservador, que busca retroceder nas conquistas de todas as pautas sociais e de gênero. Aos interesses de saúde pública se sobrepõem a intenção de controle do corpo e das decisões da mulher.

É nesse cenário de resistência que surge o  MILHAS PELA VIDA DAS MULHERES, abrindo a possibilidade de ajudar mulheres a realizarem a interrupção voluntária da gravidez em países vizinhos que têm leis mais respeitosas com suas concidadãs.

 

Com a chegada do COVID-19 e as fronteiras fechadas, voltamos nossos esforços ao auxílio e atendimento de brasileiras que se encaixam nas situações previstas no código penal brasileiro. Apenas 55% dos hospitais constando no mapa do Aborto Legal mantém o atendimento ainda que este serviço tenha sido declaro como essencial pela OMS. Atualmente, 13 estados do país não oferecem nenhum tipo de acolhimento às vítimas de violência sexual e aborto legal. 

Com mais de 150 pedidos por mês, percebemos que somente a formalização nos permitirá acessar fundos internacionais e recursos de grandes fundações filantrópicas, para dar conta do trabalho que temos na nossa frente.

Sozinhas, não damos conta. Damos a nossa mão e pedimos a ajuda de todas e todos para, com a força desta rede, impulsionar a construção de uma sociedade mais digna e humanista para meio milhão de mulheres brasileiras a cada ano.

 

 


A hora é agora! Contribua com
OPERAÇÃO MILHAS PELA VIDA DAS MULHERES

Saiba mais sobre o criador desta campanha:

Facebook | Twitter

Conheça quem está à frente desta campanha

MILHAS pela vida das mulheres
  MILHAS pela vida das mulheres
  

Você acredita que essa campanha tenha conteúdo proibido? Reporte esta campanha.