Abas primárias

Turma do Jiló - Educação inclusiva!

Educação - São Paulo, SP
kicks
Arrecadados da meta de R$90.000,00
Campanha flexível

Esta campanha irá receber todas contribuições em 04/01/2019.

Recompensas

Nosso projeto é para a construção de 2 salas multissensoriais de Atendimento Educacional Especializado nas escolas Colégio Tenente Gaspar Godoy Colaço (1251 alunos impactados) e Padre Anacleto Camargo (1140 alunos beneficiados) totalizando então 2391 crianças impactadas.

Faça sua doação e colabore com a aducação inclusiva! Clique e doe>>>

A Turma do Jiló trabalha com Educação Inclusiva junto as escolas da rede pública municipal da cidade de Santana de Parnaíba no Estado de São Paulo. O programa da Turma do Jiló é elo entre os vários públicos de relacionamento no contexto escolar, para tornar este espaço uma referência em inclusão e desenvolvimento para a vida de todos os envolvidos. O projeto é desenvolvido em seis eixos interligados que promovem ações e resultados para os alunos, professores e funcionários da escola envolvidos, assim como para a comunidade e a sociedade em geral.

Sua contribuição irá impactar a educação de 2391 crianças! Contribua>>>

Faça parte da formação destas crianças contribuindo com sua educação! Doe>>>

Com sua ajuda iremos promover a inclusão e educação de 2391 crianças! Participe>>>

Nós da Turma do Jiló, gostaríamos de propor a você um exercício para ampliar esse entendimento: por que precisamos falar sobre inclusão? Quando falamos em inclusão, a quem nos referimos? O que entendemos por inclusão? Quais os nossos valores?

· Incluir é utilizar todos os recursos materiais e humanos e transpor barreiras para que o outro, em qualquer situação adversa, seja parte de;

· É dar/permitir que o outro, em situação de dificuldade, tenha voz e vez no seu grupo de referência;

· É afeto e respeito;

· É entender que a individualidade está sempre para o coletivo, assim como o coletivo está para a individualidade;

· É lutar contra a segregação;

· É dar oportunidade para que todos convivam com todos;

· É respeitar e acolher o outro independente de crenças, etnia, opção afetiva, condição social, física, sensorial, intelectual ou psicológica;

· É entender que incluir não é favor ou caridade, mas sim, respeito e engajamento rumo à implementação dos avanços sociais e políticos já conquistados no âmbito legal.

Participe deste projeto contribuindo ao lado! O futuro não espera>>>

O que entendemos por inclusão escolar?

· Entender, disseminar e agir em prol de fazer valer o direito adquirido do qual todas as pessoas dispõem: terem acesso, de modo igualitário, ao sistema de ensino;

· Não tolerar e sim combater qualquer tipo de discriminação seja de gênero, etnia, religião, opção afetiva, classe social, condições físicas, sensoriais, intelectuais ou psicológicas;

· Entender, disseminar e agir em prol, independente das diferenças individuais, do pertencimento do indivíduo ao coletivo, do compartilhar das mesmas experiências sociais, afetivas e de aprendizado com toda a comunidade escolar;

· Entender, disseminar e agir em prol da importância do preparo das escolas (recursos humanos e materiais) para dar o suporte necessário para que as práticas pedagógicas e sociais no âmbito escolar sejam de fato inclusivas;

· Entender que as práticas pedagógicas devem ser adaptadas às necessidades dos alunos em situação adversa, e não o contrário.

É preciso sim remediar prejuízos históricos e oportunizar o acesso à educação de segmentos marginalizados socialmente. É preciso lembrar que as mulheres ainda não alcançaram a igualdade de direitos no mercado de trabalho e nem, por incrível que pareça, o direito de ir e vir em segurança. A luta pela inclusão de pessoas com deficiência ou com necessidades educacionais especiais nas escolas, também está em processo porque há muito a conquistar; da mesma forma, em luta estão as minorias étnicas por representatividade política, cultural e por acesso a uma educação de qualidade. O respeito à escola laica, a importância da discussão sobre gênero no âmbito escolar, dentre outras (os) causas/temas/ lutas, são o que, de fato, precisamos entender e considerar com abertura e urgência para que um dia, em um mundo melhor, não sejam mais lutas, para que as pessoas simplesmente SEJAM na plenitude de suas existências. O feminismo, portanto, ainda é uma luta porque as mulheres precisam clamar pela igualdade de direitos, só falamos em inclusão social porque há milhões de pessoas excluídas socialmente por diferentes razões, só falamos em inclusão escolar porque o sistema tradicional de ensino não está preparado para lidar com a adversidade e é excludente, só falamos em discussão de gênero porque ainda nos incomodamos com formas de amor ao invés de nos incomodarmos com todas as formas de ódio e preconceito propagadas.

Sendo assim, quando falamos de inclusão, estamos entendendo que é preciso olhar com empatia, sem negar as diferenças, afinal, as oportunidades deveriam ser as mesmas para todos. Aprender, trabalhar, amar quem quiser, ser o que quiser, vestir o que quiser, ter a essência acolhida, pertencer. Parece simples, não é mesmo? A mudança está em nós.

O mundo inteiro está de olho na diversidade e em suas vantagens. Lembrando que a própria natureza, com todas as cores, formas e espécies; as diferentes culturas; a música com todas as suas possibilidades e nuances, os nossos sentidos com toda a diversidade de sensações que podemos captar, nos ensinam, diariamente, que a beleza está nas diferenças, contrates e nas possibilidades.

Quem somos:

Associação social sem Fins Lucrativos, fundada oficialmente em 2015 tendo sua gestão realizada por Conselho não remunerado que visa implementar e garantir a educação inclusiva dentro das escolas publicas. As crianças estão no topo das nossas prioridades, mas toda a comunidade envolvida se beneficia com nosso programa e serviços de educação inclusiva que visa a melhoria na vida escolar, seja por meio de profissionais treinados e qualificados, espaços físicos acessíveis ou materiais adaptados.

 


A hora é agora! Contribua com
Turma do Jiló - Educação inclusiva!

Saiba mais sobre o criador desta campanha:

Facebook | Instagram | Site | Linkedin

Conheça quem está à frente desta campanha

Eduarda Leão
  Eduarda Leão
  

Você acredita que essa campanha tenha conteúdo proibido? Reporte esta campanha.