version: 240523-f66262bf
AEdB: o disco d'A Espiral de Bukowski
AEdB o disco
São Paulo - SP
Vaquinha OnlineMúsica
R$ 845,00 da meta de R$ 10.163,00
0%
AEdB: o disco d'A Espiral de Bukowski

AEdB: o disco d'A Espiral de Bukowski

A plataforma mais premiada do Brasil

(to read in English, see below)


Sobre A Espiral de Bukowski

No ano de 2012 fizemos uma gravação acústica e nada mais. 

Em 2013 começamos a tocar o tipo de som que fazemos até hoje: experimental. 

Não ensaiamos; fazemos e usamos gravações de campo, manipulamos sons, brincamos com timbres e efeitos, aproximamos e distanciamos padrões de frequência e amplitudeusamos a eletrônica e também instrumentos acústicos para improvisar livremente.

Temos influências de música eletrônica, ambiente, concreta, industrial, psicodélica, dub, kraut.

Levamos nosso portastudio e ao começo de cada apresentação apertamos o REC.

As gravações das nossas apresentações depois se tornam os nossos discos.
 

Por que queremos lançar um álbum físico?

Lançar um disco normalmente começa com uma série de coisas: Compor, gravar e então editar o som, selecionar as faixas, criar a arte gráfica etc. 

Depois é preciso escolher o meio; se vai ser físico, digital ou ambos.

Antes do bandcamp e demais plataformas, do advento da internet, do mp3 e variados players, do computador com seus DAWs e interfaces e dos equipos portáteis de qualidade satisfatória e preço acessível, era muito mais difícil gravar e lançar um álbum.

Por que? Porque hoje qualquer um com força de vontade pode lançar quantos álbuns desejar gastando muito pouco. Divulgar e ser remunerado são outros quinhentos, mas enfim.

Já um álbum físico é outra história; justamente por conta dessa facilidade em se gravar e lançar digitalmente, hoje o álbum físico perdeu apelo, se reduziu a objeto de fetiche para colecionadores, destinado a nichos. De duas, uma: ou você precisa agradar alguém de algum selo que tenha condições, disponibilidade e interesse para mandar prensar, que possa custear isso para (ou com) você, ou então você precisa fazer por você mesmo.

Lançar um disco físico se torna ainda mais difícil quando o tipo de música não é popular, como é o caso d'A Espiral de Bukowski.

Mas mesmo assim, ou por isso mesmo, queremos ter um disco físico.

Já lançamos cinco álbuns em formato digital, já participamos de três álbuns split com outros artistas - dois deles físicos - e já tivemos nossa música em coletâneas de selos e outros veículos de vários lugares, mas ainda não temos um álbum físico, próprio d'A Espiral de Bukowski.
A ideia é que agora tenhamos esse álbum físico. 
 

O que queremos fazer?

Manteremos a simplicidade para o nome do álbum: AEdB. 
Queremos lançar AEdB em quatro formatos: digital, vinil, CD e cassete.

As gravações para o álbum AEdB estão adiantadas, começamos a edição do que já temos gravado.

Toda a parte gráfica será feita por artistas de que gostamos muito. O fotógrafo Paulo Aranha de Itu/SP gentilmente cedeu suas obras e o estúdio DAÓ cuidará do design gráfico do álbum AEdB.

Obviamente esperamos conseguir, mas mesmo que esta campanha não arrecade o necessário para formato físico algum, o álbum será lançado em formato digital e também em pelo menos um formato físico. Questão de honra. : )

Pesquisando percebemos que: Mandar fazer CD no Brasil não é tão caro nem difícil. Mas mandar fazer cassete é difícil, porque não existe fábrica no Brasil.

E mandar fazer vinil é muito caro. No Brasil existe apenas uma empresa que fabrica vinil e os preços que essa empresa pratica são altos demais. 

Pois então, aqui estamos para pedir a você que faça parte disso. 

O valor desta campanha equivale ao valor restante, que somado ao valor que faremos de tudo para guardar do nosso bolso, será usado para produzir o disco.

A previsão de lançamento é para maio de 2015.

O disco terá no mínimo em torno de 40 minutos de áudio (talvez mais). 

Sabemos que as recompensas oferecidas aqui são legais e tudo mais, mas o principal mesmo para quem ajudar é saber que existe diversidade dentro da cena independente/underground de São Paulo e do Brasil, e que é possível realizar.

http://www.facebook.com/aespiraldebukowski
http://www.facebook.com/bosquewoodland



We are A Espiral de Bukowski, an experimental music duo of São Paulo, and this campaign is to release our album called AEDB on at least one physical format, beyond the usual digital format.

In 2012 we did an acoustic recording and nothing else.

In 2013 we started playing the kind of music we do today: experimental.

We don’t rehearse; we make and use field recordings, manipulate sounds, play with timbres and effects, approach and move away patterns of frequency and amplitude, we use electronics and also acoustic instruments to improvise freely.

Several types of music influence us: electronic, ambient, concrete, industrial, psychedelic, dub, kraut.

We always carry our portastudio with us and at the beginning of each performance we press the REC.

The recordings of our performances then become our albums.

Releasing an album usually starts with a number of things: Compose, record and then edit the sound, select tracks, create the artwork etc.
Then you have to choose the format: physical, digital or both.

Before bandcamp and other platforms, the advent of internet, mp3 and various players, computer with DAWs and interfaces and good enough portable recording equipment at affordable prices, it was much more difficult to record and release an album.

How come? Well, today anyone with willpower can release as many albums as desired, with very little spending. Promoting an album and being paid for it is another matter, but whatever.

With a physical album it’s different; because of this ease of recording and releasing digitally, today the physical album lost appeal, it’s become a fetish object for collectors, within a niche. Two possibilities left: either you need to please someone from a label that has conditions, availability and interest to press and release your album, or else you need to do it yourself.

Releasing a physical album becomes even more difficult when the type of music is not popular, as is the case A Espiral de Bukowski.

But even so, or because of that, we do want to release a physical album.

We have already released five albums in digital format, already participated in three split albums with other artists - two of them physical - and we've had our music in compilations by labels and other vehicles from various places, but we do not have a physical album yet.

The idea is to finally release this physical album. We’ll keep it simple for the album name: AEdB.

We would like to release AEdB in four formats: digital, vinyl, CD and cassette.

The recordings for the album AEdB are at an advanced stage, we’ve just started editing the material we already have recorded.

All the artwork will be made by artists that we like a lot. Photographer Paulo Aranha from the city of Itu kindly provided his works and the graphic design studio DAÓ will take care of AEdB’s graphic design.

Obviously we hope to make it, but even if this crowdfunding campaign doesn’t make it for any physical format, the album will be released in digital format and in at least one physical format. Affair of honor. :)

After some research I realized that pressing a CD in Brazil is not so expensive or difficult. But it’s definitely difficult to make cassettes because there is no factory in Brazil.

And making vinyl is very expensive. In Brazil there is only one company that makes vinyl and the prices that company practices are too high.

Well then, we are here to ask you to be part of it.

The amount asked in this crowdfunding campaign is equivalent to the remaining part, which added to the amount that we will fund ourselves, will be used to produce the album.

The release date is set for May 2014.

The album will have a minimum of 40 minutes of audio.

We know that the rewards offered here are cool and all, but the main thing here for those who decide to help out, is to know that there is diversity within the independent/underground scene of São Paulo and Brazil, and that is possible to achieve in spite of all setbacks.

http://www.facebook.com/aespiraldebukowski
http://www.facebook.com/bosquewoodland


 

R$ 10,00

Download do disco

Adorei a iniciativa da campanha, espero um dia poder conhecer pessoalmente o Instituto Pindorama. Abs.

É muito fácil participar.

Finalize em segundos!

Mais de 2 milhões de brasileiros

Pagamento seguro

Parcele em até 12X

(to read in English, see below)

A Espiral de Bukowski é um duo composto por Cesar Zanin e Mariana Cetra.

Cesar Zanin é nascido em São Paulo, de origem italiana, e tem 39 anos de idade.

Entre 1992 e 2004 já trabalhou como office-boy, barman, vigilante, músico, revisor ortográfico e gramatical, bancário e professor de inglês; entre 2004 e 2008, enquanto viveu na Itália, como operário, supervisor de produção, técnico de controle de qualidade, estoquista, segurança, professor de português e de inglês, tradutor e community manager; entre 2008 e 2011, enquanto viveu na Inglaterra, como faxineiro, organizador de shows de rock e turnês, operador de som, motorista de van para bandas; entre abril de 2012 e janeiro de 2014 fazendo de tudo um pouco no seu Espaço Cultural Walden em São Paulo, e agora faz traduções esporádicas para empresas e cuida full-time de sua filhinha amada.

Fez caminhadas como o Caminho de Santiago, a Trilha Inca; atravessou a Escócia de bicicleta; atravessou os EUA em duas ocasiões diferentes de ônibus. Atravessou a Europa de carro algumas vezes, de norte a sul e de leste a oeste, tocando os pontos extremos do continente. Em 2011 cruzou parte da América do Sul e em 2012 atravessou a Rússia e a Mongólia, chegando até a China. Já visitou 47 países.

Como músico, entre 1991 e 2004, tocou em mais de 10 bandas de Santos e São Paulo, entre as quais Magic Crayon, Any Wise Pub, Moonrise, O Passeio de Victor, Espectros, Speed Whale e Walden. Fez shows em várias cidades brasileiras, gravando demotapes e CDs lançados no Brasil e no exterior. Entre 2009 e 2011, enquanto morava na Inglaterra, tocou com as bandas Barins, In Cases e Zanin’s Magic Crayon, fazendo shows em casas/bares em diversas cidades da Inglaterra, Escócia, Irlanda, França, Alemanha, Canadá e Estados Unidos.

Na escritura: entre 1995 e 1998 editou o fanzine Woods Mind/O Bosque, com temáticas como música underground, comportamento, literatura, viagens e cinema. Depois disso, enquanto ainda estava no Brasil, começou a escrever artigos sobre música, literatura e diários, publicados em seus blogs. Entre 2006 e 2007 colaborou como correspondente internacional para a revista Rock Press e também escreveu um longo artigo sobre a música indiepoprock brasileira para o portal italiano www.indiepop.it; escreveu seu primeiro romance, 360 Graus, e o Conto do Trabalho (publicado no site www.overmundo.com.br). Além disso, seu e-book In Circolo, baseado no disco homônimo da banda italiana Perturbazione, foi publicado pela editora Mojo Books.

Passou o ano de 2008 trabalhando na incubadora tecnológica H-Farm, empresa situada nas imediações de Veneza, na startup Zooppa, como tradutor (português/inglês/italiano) e responsável pelo site brasileiro da plataforma Zooppa.com. Nesse período teve o blog raccontispirati, idealizado com a colega de H-Farm Paola Borrescio (Mary Francis). No blog, para escrever os contos, Cesar assume o heterônimo Bruno Barin (o protagonista do romance 360 Graus). Há também o blog feito para 360 Graus (http://360g.blogspot.com), que trata de temáticas como música, literatura, viagens, genealogia, e obviamente o romance e sua história.

Em 2009 reativou o selo O Bosque/Woodland (http://woodland.blogspot.com.br/), lançando 3 coletâneas com 75 bandas provenientes de vários países das Américas, da Europa, da Ásia e da Oceania. Lançou também discos de bandas norte-americanas, europeias e brasileiras.
Entre abril de 2012 e janeiro de 2014 manteve o Espaço Cultural Walden (http://ecwalden.blogspot.com.br/com sua esposa Mariana Cetra.
Produz e apresenta desde 2013 juntamente com José Júlio do Espírito Santo o programa de rádio Cosmopoplitan (https://www.facebook.com/cosmopoplitan) que vai ao ar pela web-radio antenazero.com todo domingo às 22h.

Mariana Cetra: 
Escrever, fotografar, tocar e viajar são as coisas que mais me interessam. Tudo reflete no que sou e no que penso.
Já passei por agências de publicidade e produtoras de eventos.

Atualmente trabalho em uma ONG, na área de educação, pensando em projetos, formações, comunicação e tudo mais.

Na música comecei pequena, tocando flauta doce na escola e depois quando frequentei o CLAM, escola do Zimbo Trio. Além da flauta, estudei piano também.

A primeira banda em que toquei foi o The Loonies, atmosfera shoegaze e indiepop. Depois veio o Fotograma, que de certa forma tem muita influência do Clube da Esquina, e foi nesse projeto que botei em prática minhas vontades musicais: violão, acordeon, meia lua, letras, composições.

Hoje, nA Espiral de Bukowski, outros elementos vão tomando forma, outras sensações, vontades, descobertas. O fato de não ter nada pronto, de não ter ensaio, de ser tudo improvisado, possibilita voos altos.

Paulo Aranha é formado em Fotografia, cineclubista, cineasta, multiartista, foi vice-presidente da Federação Paulista de Cineclubes, fundador do Cineclube Osvaldo de Oliveira, jurado dos festivais Super-8 de Campinas e do Festival Internacional de Cinema de Itu. Pesquisador do cinema experimental, realizou os trabalhos Sapatógrafo e o experimental Palavras para Glauber. Fundador do coletivo Ensemble Abstrait e colaborador da revista online de cinema Palmas de Ouro.

DAÓ é um estúdio de design gráfico de São Paulo com foco em identidade visual e projetos editoriais. Formado pelos designers Giovani Castelucci e Guilherme Vieira, a maioria dos trabalhos do estúdio é voltada a iniciativas culturais.
 

[[{"fid":"110996","view_mode":"image_big","fields":{"format":"image_big","field_file_image_alt_text[und][0][value]":"","field_file_image_title_text[und][0][value]":""},"type":"media","attributes":{"class":"media-element file-image-big","style":"line-height: 1.6em;"}}]]


A Espiral de Bukowski is a duo formed by Cesar Zanin and Mariana Cetra.

Cesar Zanin was born in São Paulo, of Italian origin, and is 39 years old.

Between 1992 and 2004 he worked as an office-boy, bartender, watchman, musician, spelling and grammar reviser, bank employee and English teacher; between 2004 and 2008, while living in Italy, as a factory and warehouse worker, production supervisor, quality control technician, security, teacher of Portuguese and English, translator and community manager; between 2008 and 2011, while living in England, as a healthcare cleaner and host, tour manager, sound technician, van driver for bands; between April 2012 and January 2014 doing a bit of everything in his venue called Espaço Cultural Walden, in Sao Paulo, and now he works as a freelance translator for companies and cares full-time for his beloved daughter.

He did walks as The Way of St. James, The Inca Trail; crossed Scotland by bike and across the US on two different occasions by bus. He crossed Europe by car twice, from north to south and from east to west, touching the extreme points of the continent. In 2011 traveled through part of South America and in 2012 crossed Russia and Mongolia, reaching China. He’s visited 47 countries.

As a musician, between 1991 and 2004, he played in more than 10 bands of Santos and Sao Paulo, including Magic Crayon, Any Wise Pub, Moonrise, Victor Drive, Spectra, Speed Whale and Walden. Toured in several Brazilian cities, recording demotapes and CDs released in Brazil and abroad. Between 2009 and 2011, while living in England, he played with the bands Barins, In Cases and Zanin's Magic Crayon, doing shows in various cities in England, Scotland, Ireland, France, Germany, Canada and the United States.

In writing: between 1995 and 1998 edited the fanzine Woods Mind/O Bosque, about underground music, literature, travel, behavior and cinema. After that, while still in Brazil, began writing articles on music, literature and journals, published on his blogs. Between 2006 and 2007 wrote as a foreign correspondent for Rock Press magazine and also wrote a long article on Brazilian indiepoprock music for the Italian portal www.indiepop.it; wrote his first novel, 360 Graus, and O Conto do Trabalho (published on www.overmundo.com.br). In addition, Mojo Books published his e-book In Circolo, based on the eponymous album by Italian band Perturbazione.

He spent 2008 working within the technology incubator H-Farm, a company located in the vicinity of Venice, on the startup Zooppa, as a translator (Portuguese/English/Italian) and responsible for the Brazilian site of Zooppa.com platform. In this period he had the raccontispirati blog, together with H-Farm colleague Paola Borrescio (Mary Francis). In the blog, to write the stories, Cesar takes heteronym Bruno Barin (the protagonist of the novel 360 Graus). There is also the blog made to 360 Graus (http://360g.blogspot.com), which deals with themes such as music, literature, travel, genealogy, and of course the novel and its story.

In 2009 he reactivated the label O Bosque/Woodland (http://woodland.blogspot.com.br/), releasing three compilations containing 75 bands from various countries in the Americas, Europe, Asia and Oceania. Also released albums by American, European and Brazilian bands.
Between April 2012 and January 2014 he run Espaço Cultural Walden (http://ecwalden.blogspot.com.br/) with his wife Mariana Cetra.
Since 2013 he produces and presents along with Jose Julio do Espirito Santo the radio program Cosmopoplitan (https://www.facebook.com/cosmopoplitan) which airs on the web-radio antenazero.com every Sunday at 22h.

Mariana Cetra: To write, photograph, play and travel are the things that interest me. All reflect on what I am and what I think.
I worked in advertising agencies and event productions.
I’m currently working in an NGO in education, thinking of projects, training, communication and everything related.
I started early in music, playing flute at school and then when I attended CLAM, the school of Zimbo Trio. Besides the flute, I studied piano as well.
The first band I played with was The Loonies, shoegaze atmosphere and indiepop. Then came Fotograma, which somehow has a strong influence of Clube da Esquina, and it was with this project that I put into practice my musical desires: guitar, accordion, half moon, letters, compositions.
Today in A Espiral de Bukowski, other elements are taking shape, other sensations, desires and discoveries. The fact that we don’t have anything planned, no rehearsing, to be all improvised, enables high-flying.

Paulo Aranha has a degree in Photography, is a film club expert, filmmaker, multi-artist, was vice president of the Paulista Federation of Film Societies, founder of the Film Society Osvaldo de Oliveira, juror in Super-8 festivals of Campinas and the International Festival of Film Itu. Researcher of experimental cinema, has produced the works Sapatógrafo and the experimental Palavras para Glauber. Founder of the collective Abstrait Ensemble and collaborator of Palmas de Ouro movie online magazine.

DAÓ is a graphic design studio based in São Paulo and formed by the designers Giovani Castelucci and Guilherme Vieira. Their work is focused on visual identity and editorial projects. Most of their production is geared to cultural iniciatives.

Fale com a Kickante

A mais completa plataforma de
Crowdfunding do Brasil

R$ 845,00
da meta de R$ 10.163,000%

Encerrado!

AEdB o disco

São Paulo - SP

Vaquinha Online

Música

Campanha encerrada em 26/02/2015

Campanha Flexível

Destaque

Gilberto Custodio Junior

1º Kick

Alexandre Prochnow

Maior Kick

Alexandre Marino Fernandez

+ Recente

R$ 10,00

Download do disco

Adorei a iniciativa da campanha, espero um dia poder conhecer pessoalmente o Instituto Pindorama. Abs.

R$ 20,00

Download do disco + o seu nome nos agradecimentos

Incentivar o Esporte, uma força para o atleta-jogador Ícaro Moraes!

R$ 25,00

Poster do EC Walden + as recompensas anteriores

Eu sou vegetariana tentando a transição. Minha maior dificuldade atualmente é a pesquisa de quais itens eu poderia ou não usar e a veggiebox me ajudaria neste sentido. Achei a idéia sensacional! parabens

R$ 30,00

Uma cópia do CD AEdB + as recompensas anteriores

Foi um prazer, pois por uma boa musica, sempre vale a pena!! Boa Sorte!!

R$ 40,00

Um par de ingressos para um dos shows de lançamento do disco + as recompensas anteriores

MOTIVAÇÃO PARA EMPREENDEDORISMO MUITO FORTE E DE FORMA MUITO CLARA E OBJETIVA

R$ 50,00

Uma cópia do CD Trilha Sonora Intuitiva da banda Fotograma + as recompensas anteriores

Assim como vocês, também tento ajudar os animais abandonados o máximo que posso. Gostaria de dizer para vocês não desistirem da causa animal! Muitas adversidades surgem ao longo do caminho, mas devemos continuar fazendo a nossa parte! Espero que vocês consigam construir um novo canil, e desta forma consigam proporcionar um ambiente melhor e mais saudável para eles. Muita força, fé e sucesso pra vocês!

R$ 65,00

Uma cópia do vinil split 7" d'A Espiral de Bukowski com Glassbox + as recompensas anteriores

É uma causa muito bonita e a oportunidade de poder fazer uma cirurgia dessas de graça é maravilhosa! Eu nasci com lábio leporino e fenda palatina e sei o que meus pais passaram para poder me proporcionar tudo que precisei! Então sempre apoiarei a Operação Sorriso!

R$ 80,00

Dois CDs do catálogo O Bosque/Woodland: a coleta Different Songs e o álbum do projeto Walden + todas as recompensas anteriores

Que Deus lhes abençoe por um mundo onde os peludos possam ser mais amados e respeitados, se por algo a campanha não obter o valor não desista você já é vencedor por não se deixar contaminar com a indiferença na causa animal.Bjos

R$ 110,00

Uma camiseta + uma cópia da cassete split AFCS/AEdB + todas as recompensas anteriores

Paz e Bem!

R$ 600,00

Seu logo no disco e/ou seu nome na ficha técnica e uma cota de 100 cópias do CD AEdB + algumas das recompensas anteriores

Aí fiote! Deixa uma data separada pra tocar em Cachoeira Paulista ano que vem. Abraço.

R$ 825,00

Seu logo no disco e/ou seu nome na ficha técnica e uma cota de 25 cópias da cassete AEdB + todas as recompensas anteriores

PARABÉNS pelo trabalho de vocês!

R$ 2.050,00

Seu logo no disco e/ou seu nome na ficha técnica e uma cota de 50 cópias do vinil AEdB + todas as recompensas anteriores

Toda equipe MSF está de parabéns, sem palavras para descrever o trabalho de vocês renunciando a própria vida em favor do próximo, só Deus e suas experiências do dia a dia para recompensar todo esforço. O motivo que me levou a contribuir, foi o mesmo que me levou a ser uma colaboradora mensal: O amor ao próximo. Que Deus seja sempre o condutor deste trabalho, dando sabedoria, renovando as forças para superar as dificuldades, as aflições e os medos e abençoando grandemente a vida de cada um de vcs

+ 2 milhões

de brasileiros participando na Kickante

Meta: 1 bilhão para o Brasil.

Faça parte do movimento Kickante.

+ 100 mil projetos

São milhões de brasileiros impactados!

Painel Transparente

Veja o status real de toda contribuição.