version: 240705-7bf660a8
Incógnito
Incógnito
-
Vaquinha Online
R$ 2.600,00 da meta de R$ 10.000,00
0%
Incógnito

Incógnito

A plataforma mais premiada do Brasil

1. Apresentação

Incógnito, texto de Nick Payne, teve sua primeira montagem no HighTide Festival, em 2014. Em 2015, realizou temporadas em Londres no Live Theatre e no Bush Theatre. Ganhou sua produção americana no Manhattan Theatre de Nova York, em 2016.

De acordo com a crítica internacional, Nick Payne é um dramaturgo raro, cujas ambições filosóficas são acompanhadas por uma atenção sensível ao comportamento humano. Suas peças acumulam sucesso, boas críticas e prêmios.

Em Incógnito, Payne volta sua atenção para a neurociência. Após fazer um longo estudo do trabalho de Oliver Sacks, Payne toma a neurociência como tema, e conta três histórias interligadas – a história real de Thomas Harvey, o patologista que, em 1955, roubou o cérebro de Albert Einstein para um estudo privado; Henry Maison, o primeiro paciente submetido à uma cirurgia cerebral na história da neurociência, em 1953; e a história fictícia de Martha, uma neuropsicóloga em Londres contemporânea tentando dar sentido ao seu presente e ao seu passado.

A narrativa se desenrola em uma série de cenas breves e fragmentadas, executadas como reflexos pelo elenco de 4 atores, que se desdobram para interpretar os 21 personagens da trama. Payne costura as três histórias de forma interconectada e rápida – da mesma forma que o próprio cérebro humano processa as muitas informações de uma só vez.

 

2. A Montagem 

O projeto desta montagem brasileira teve início ao ser premiado pelo 22º Festival Cultura Inglesa. Lucas Brandão foi convidado pela Cia. Goya para dirigir o segundo trabalho do grupo: Incógnito, de Nick Payne.

O processo de montagem basicamente voltou sua atenção para dois vetores: o estudo vertical do texto e a maneira de traduzi-lo enquanto jogo e teatralidade.

O conceito da montagem foi norteado pela forma como a memória é criada no cérebro humano. Partindo de um conceito conhecido como FENDA SINÁPTICA (o espaço ‘vazio’ de trocas de informações eletroquímicas entre duas células nervosas, que possibilita a sinapse) nos perguntamos: o espaço vazio entre essas células seria um mar vazio por onde as informações nadam sem muito saber onde e como vão chegar, e chegam ao acaso?

O espaço vazio e a economia absoluta de objetos nortearam um processo que se apoiou no jogo.

Após as apresentações no Festival, sentimos que tínhamos muito a pesquisar ainda e seguimos investigando o trabalho desde Junho de 2018. Notamos que cada uma das três histórias que compõe Incógnito tem uma espécie de natureza e estrutura distinta. Quase como se fossem três autores distintos que tivessem escrito cada uma das três histórias. Para tal, decidimos encarar até o limite a então tímida ideia já testada no Festival: montar três peças com regras, registros e lógicas completamente distintas, como se tivessem sido dirigidas e atuadas por artistas distintos.

Se na experiência do Festival a relação entre palco e plateia era frontal, passamos a entender que a disposição agora é em forma de arena, com três plateias.

 

3. Sinopse

Três histórias entrelaçadas que questionam a ideia da identidade e como nos definimos pelo que imaginamos, Incógnito é uma obra que reflete sobre o que significam as escolhas ao tentar ser humano.

 

MARTHA

Londres, Inglaterra. Tempo presente. Martha é neuropsicóloga clínica, e ao estudar as diferenças entre o cérebro físico e o cérebro mente, passa a fazer escolhas que mudam sua vida radicalmente.

Para esta historia, a encenação se materializa como os personagens imersos nos espaços do público, estabelecendo relação constante com a plateia.

Passamos a pesquisar esta história a partir do registro do Naturalismo.

 

HARVEY

Princeton, Nova Jersey. 1955. Thomas Harvey, ao realizar a autópsia de Albert Einstein, decide roubar seu cérebro para pesquisas científicas. 

Para esta história, a encenação parte da teoria da relatividade para criar um jogo circular no palco, em uma lógica interna que estabelece uma espécie de quarta parede com a plateia.

Passamos a pesquisar esta historia a partir do registro do Realismo.

 

HENRI

Bath, Inglaterra. 1953. Henry Maison é o primeiro paciente a sofrer uma cirurgia cerebral e perde a memória de curta duração, ficando preso no tempo presente.

Par esta história, a encenação propõe a dinâmica fotográfica, que sempre se repete como se fosse uma reposição incessante de uma mesma fotografia com os atores numa relação frontal com a plateia, interpretando o público como seu interlocutor.

Passamos a pesquisar esta história a partir do registro do Ultrarrealismo, esbarrando no Simbolismo.

4. Ficha técnica

Texto: Nick Payne

Versão brasileira: Jorge Minicelli

 

Elenco: Adriane HintzeAndré Magalhães, , Jorge Minicelli e Luciana Grillo

 

Direção: Lucas Brandão

Iluminação: Laura Salerno

Trilha Sonora: Luciana Grillo

Figurino: Ateliê Vivo por Gabi Cherubini e Flávia Lobo Felício

DramaturgismoSusi Walker

 

Realização: Cia. Goya de teatro

É muito fácil participar.

Finalize em segundos!

Mais de 2 milhões de brasileiros

Pagamento seguro

Parcele em até 12X

Fale com a Kickante

A mais completa plataforma de
Crowdfunding do Brasil

R$ 2.600,00
da meta de R$ 10.000,000%

Encerrado!

Incógnito

-

Vaquinha Online

Campanha encerrada em 14/07/2019

Campanha Flexível

Destaque

Anônimo

1º Kick

R$ 10,00

Jose Eduardo Queiroz

Maior Kick

Renato Santos Belo

+ Recente

+ 2 milhões

de brasileiros participando na Kickante

Meta: 1 bilhão para o Brasil.

Faça parte do movimento Kickante.

+ 100 mil projetos

São milhões de brasileiros impactados!

Painel Transparente

Veja o status real de toda contribuição.