Vaquinha para prótese 🦿
Amanda Solon
Rio de Janeiro - RJ
VaquinhaSaúde e EmergênciasFinanciamento Coletivo
R$ 10.443,00 da meta de R$ 150.000,00
0%
Sofri um acidente grave onde acabei perdendo o movimento da perna direita, e por conta da falta de mobilidade, e de já ter passado por doenças como trombose na perna, foi decidido amputar. A campanha é para arrecar o valor da prótese da perna direita, uma prótese de desarticulação de quadril, que é a mais complexa e cara, porque pega a perna inteira. Preciso da ajuda de vocês para conseguir voltar a andar e ter minha independência de volta.

É muito fácil participar.

Finalize em segundos!

Mais de 2 milhões de brasileiros

Pagamento seguro

Parcele em até 12X

Uma história confusa e turbulenta, mas com final feliz. Para os que me perguntam, vou tentar resumir aqui tudo o que aconteceu:
7/08/19 Estava saindo do estacionamento do meu trabalho para ir no dentista. Subi na moto, passei pelas minhas amigas,dei um tchauzinho e sai do estacionamento. Quando estou na rua, a menos de 30m da saida, vem um carro descendo da rua a frente, de ré, sem nem reparar se ali vinha alguém, e me acerta de frente. Minha última lembrança é essa: a luz de ré do cobalt preto. Depois disso apaguei, acordei uma vez já no chão, olhei rápido as pessoas ao redor que eu conhecia, muita gente do trabalho pois estava no horário de almoço. Minha primeira reação foi ver como eu estava. Mexia meus braços e avisava que estava sentindo, mexia a perna esquerda e avisava que também sentia. Quando fui tentar mexer direita, opa.. não ta indo. Além disso, sentia minha barriga queimar bastante. Sempre andei de casaco de moto, sempre pra proteger e foi o que me salvou. Com a pancada que levei frontal na moto, a frente dela virou e fez com que o guidão perfurasse minha barriga a direita, causando evisceração. O que eu sentia quente, era porque o asfalto quente estava queimando eram minhas vísceras que estava esquentando no asfalto. E novamente, o que me protegeu foi o casaco que não deixava entrar em contato direto. Na ambulância entrei em choque, pois minha pressão não estabilizava. Passei por 3 laparotomias,  até conseguirem verificar onde era a hemorragia e resolver. Era na minha musculatura do psoas, que se rompeu. Na queda quebrei a bacia, fraturei o sacro, por onde passa o plexo lombar, composto pelas ramos dos nervos espinhas L1,L2,L3 e L4. Resumindo: quebrei a bacia e esmaguei os nervos que ali passavam. De cara passei por mais uma cirurgia para prender minha bacia, que ainda se encontrava quebrada, mas depois dela veio umas complicações de bactérias hospitalares que me fizerem ir mais algumas vezes ao centro cirúrgico. 3 meses no hospital, foi esse o tempo que passei.
O valor arrecadado será total utilizado para a compra de uma prótese eletrônica, para que eu possa voltar a me locomover com liberdade, e a realizar todas as atividades que fazia normalmente com facilidade. 
A prótese tem esse valor alto, pois os componentes delas são importados, não tendo aqui no Brasil nenhum local que faça os componentes com a mesma qualidade. 
O custo de um joelho eletrônico é altíssimo, sendo o componente mais caro da prótese, e também, o componente principal! Ele que fará com que eu tenha minha liberdade de volta.

Contribua com o que puder porque no financiamento
coletivo 20 reais de cada pessoa faz uma grande diferença!

Fale com a Kickante

A mais completa plataforma de
Crowdfunding do Brasil

R$ 10.443,00
da meta de R$ 150.000,000%
Amanda Solon
Rio de Janeiro - RJ
VaquinhaSaúde e EmergênciasFinanciamento Coletivo
Campanha lançada em 03/04/2022

Campanha Flexível

Destaque

Thiago Lopes

1º Kick

R$ 50,00

Romel d'El-Rei

Maior Kick

R$ 1.000,00

Marilza Peixoto

+ Recente

+ 2 milhões

de brasileiros participando na Kickante

Mais de 300 milhões de reais

Contribuídos para projetos variados

+ 100 mil projetos

São milhões de brasileiros impactados!

Painel Transparente

Veja o status real de toda contribuição.