Abas primárias

Abrace o tamanduá! - Hug the Collared anteater!

ONGs - Belo Horizonte, MG
kicks
Arrecadados da meta de R$100.000,00
Campanha flexível

Esta campanha irá receber todas contribuições em 20/01/2019.

Recompensas

 

“Como um simples passeio nas costas da minha mãe pôde terminar em tragédia?!

No final de 2015 fui atropelado e resgatado em uma rodovia de Minas Gerais. Minha mãe não sobreviveu e eu me tornei órfão quando ainda era um bebezinho e tudo que eu conhecia do mundo era o cheirinho gostoso e os pelos macios da minha mãe.

Meu nome é Zeca e sou um tamanduá-mirim. Hoje vivo no Centro de triagem de animais silvestres (CETAS-BH) e conto com uma galerinha bacana para aprender tudo que eu preciso para voltar à natureza. A equipe do Waita, com apoio do IBAMA e IEF, desenvolveu um projeto para que eu possa retornar a minha casa. Assim, eles podem acompanhar meus primeiros passos de volta a mata, até que eu me torne independente. Mas para que isso se torne realidade, preciso mais do que a boa vontade dessa turma!  Preciso da SUA colaboração! ”

 

O Waita precisa de recursos para realizar o projeto de soltura e monitoramento do Zeca!

Faça parte do grupo que quer ver o Zeca de volta à natureza!

Contribua com qualquer doação e ele estará cada vez mais próximo de viver livre! Você terá recompensas incríveis por nos apoiar.

Quer saber mais sobre a história do Zeca??? Assista ao vídeo!

**** English version****

"How could a simple ride on my mother's back have ended in tragedy ?!

At the end of 2015 I was hit and rescued on a highway in Minas Gerais, Brazil. My mother didn’t survive and I became an orphan when I was still a little baby and all I knew of the world was the sweet smelling and soft fur of my mother.

My name is Zeca and I am Collared anteater. Today I live in the Center for the screening of wild animals (CETAS-BH) and I have a nice gallery to learn everything I need to get back to nature. The Waita team, with support from IBAMA and IEF, has developed a project so that I can return to my home. So they can follow my first steps back into the woods until I become independent. But for this to become reality, I need more than the goodwill of this class! I need YOUR collaboration! "

The Waita needs resources to carry out the release and monitoring project of Zeca!

Be part of the group that wants to see Zeca back to nature!

Contribute with any donation and it will be closer and closer to living free! You'll have incredible rewards for supporting us.

Want to know more about the history of Zeca ??? Watch the video!

 

O projeto “Abrace o tamanduá” é uma iniciativa do Waita Instituto de Pesquisa e Conservação com apoio do IBAMA e IEF.

Surgiu em 2016, com o intuito de realizar a reintrodução à natureza de um tamanduá-mirim órfão, vítima de atropelamento, recebido pelo CETAS-BH e ajudará o Zeca e outros animais na mesma situação a retornarem à natureza.

O projeto abrange a construção de um viveiro de reabilitação, treinamento antipredação, treinamento alimentar, realização de exames clínicos, físicos e de sanidade do animal, adaptação de um aparelho GPS a um colete que será acoplado ao animal, elaboração de um software para o monitoramento do animal, saídas de campo para avaliação do local de soltura, soltura do animal, visitas ao local de soltura para monitoramento posterior e trocas de bateria do gps assim como a confecção de material de divulgação e vídeo pós soltura.

O projeto não tem data de termino definida, uma vez que compreende a recaptura do animal para realizar a troca da bateria do GPS, possibilitando assim a continuidade do monitoramento. Após a soltura do Zeca, o dinheiro arrecado e que não for utilizado no projeto Abrace o Tamanduá será utilizado para reabilitação, soltura e monitoramento de outros animais recebidos no CETAS.

**** English version****

The project "Abrace o Tamanduá" is an initiative of the Waita Institute of Research and Conservation with the support of IBAMA and IEF.

It was born in 2016, with the purpose of carrying out the reintroduction into nature of an orphan Collared anteater (tamanduá-mirim), a victim of road crash, received by CETAS-BH and will help Zeca and other animals in the same situation to return to nature.

The project includes the construction of a rehabilitation nursery, antipredation training, food training, clinical, physical and animal health examinations, adaptation of a GPS device to a vest that will be attached to the animal, elaboration of software for monitoring of the animal, field trips to evaluate the place of release, release of the animal, visits to the release site for later monitoring and changes of battery of the GPS as well as the making of material of publicity and video after release.

The project doesn’t have a defined end date, since it includes the recapture of the animal to perform the exchange of the GPS battery, thus allowing the continuity of the monitoring. After the release of Zeca, the money collected and not used in the project Abrace Tamanduá will be used for rehabilitation, release and monitoring of other animals received in CETAS.

 

 

Todos os anos milhares de animais são retirados da natureza, muitos são vítimas do tráfico de animais silvestres e alguns, como o Zeca, são vítimas de atropelamentos, consequência da perda de habitat. Para ser ter uma ideia de quão grave é essa situação, somente o  CETAS de Belo Horizonte recebe em média 10 mil animais silvestres todos os anos. Estes animais são identificados, triados, tratados, cuidados e aqueles que possuem condições são encaminhados para reabilitação para posterior soltura. Outros, que não possuem a mesma sorte e não conseguem voltar a natureza seja por um problema físico, de saúde ou comportamental, são encaminhados para cativeiros legalizados.

Os órgãos ambientais que atuam em Minas Gerais e o Waita acreditam na soltura como o destino primordial para estes animais, para que os mesmos retornem aos seus ciclos ecológicos e vivam de acordo com sua natureza.

Entretanto, a soltura de alguns animais constituem grande desafio para os gestores de fauna, por serem retirados da natureza muito filhotes e acabarem desenvolvendo comportamentos não condizentes com os que teriam em vida livre. Para poder voltar à natureza é necessário um extensivo e complexo trabalho de reabilitação, onde precisam aprender a reconhecer e encontrar seu próprio alimento e reconhecer, evitar e fugir de potenciais predadores, comportamentos essenciais para sua sobrevivência. O monitoramento pós soltura é essencial para que a equipe acompanhe todos os passos do animal em seu retorno à vida selvagem e avalie seu desenvolvimento e como está respondendo aos estímulos naturais.  

É nessa parte que entra o projeto ABRACE O TAMANDUÁ. O WAITA irá desenvolver um estudo pioneiro em Minas Gerais de reabilitação, soltura e monitoramento de um tamanduá-mirim. O projeto é de suma importância para entender os processos ecológicos dos tamanduás-mirins e servirá como base teórica para solturas posteriores, tanto de tamanduás quanto para outros animais recebidos nos CETAS. Você pode nos ajudar a dar esse grande passo e ver o Zeca retornar para onde nunca deveria ter saído, dar a ele a chance de viver LIVRE, ir onde quiser e quem sabe, encontrar uma parceira e nos dar a grande alegria de ver seus filhotes crescendo livres!

**** English version****

Every year thousands of animals are taken from nature, many are victims of the trafficking of wild animals and some, such as the Zeca, are victims of run-over as a result of the loss of habitat. To get an idea of how serious this situation is, only CETAS of Belo Horizonte receives an average of 10,000 wild animals each year. These animals are identified, sorted, treated, cared for and those who have conditions are referred to rehab for further release. Others, who are not so lucky and can not return to nature either through physical, health or behavioral problems, are referred to legalized captivity.

The environmental agencies that operate in Minas Gerais and the Waita believe in release as the primary destination for these animals, so that they return to their ecological cycles and live according to their nature.

However, the release of some animals is a great challenge for the fauna managers, because they are removed from the wild very puppies and end up developing behaviors that are not compatible with those that would have a free life. To be able to return to nature requires an extensive and complex rehabilitation work, where they must learn to recognize and find their own food and recognize, avoid and escape from potential predators, behaviors essential for their survival. After release monitoring is essential for the team to follow all steps of the animal on its return to wildlife and evaluate its development and how it is responding to natural stimuli.

This is where the ABRACE O TAMANDUÁ project comes in. WAITA will develop a pioneering study in Minas Gerais for the rehabilitation, release and monitoring of an anteater. The project is of great importance to understand the ecological processes of the anteaters and will serve as a theoretical basis for later releases, both of anteaters and other animals received in the CETAS. You can help us take this big step and see Zeca return to where he should never have left, give him the chance to live FREE, go wherever he wants and who knows, find a partner and give us the great joy of seeing your pups growing free!

 

 

O Waita é uma organização não governamental, sem fins lucrativos, fundada em 2010, por profissionais que almejam melhorar o estado de conservação da biodiversidade brasileira. Biólogos, médicos veterinários, estudantes e voluntários de diversas áreas executam projetos de pesquisa e ações direcionadas, principalmente, para a conservação de espécies vítima do tráfico de animais silvestres. Desenvolvem projetos importantes para manejo e conservação de espécie que sofrem de maneira expressiva com o comercio ilegal, como o Projeto Voar – Reabilitação, soltura e monitoramento de papagaios-verdadeiros (Amazona aestiva) e o Projeto Bicudos (Sporophila maximiliani): os primeiros passos para o retorno da espécie em MG. Atua no Centro de triagem de animais silvestres de Belo Horizonte em parceria com IEF e IBAMA/MG no árduo trabalho de devolver à natureza milhares de animais silvestres. Que saber mais do Waita e ajudar em seus projetos? Acesse nosso site e nos acompanhe nas redes sociais!

**** English version****

Waita is a non-governmental, non-profit organization founded in 2010 by professionals who seek to improve the state of conservation of Brazilian biodiversity. Biologists, veterinarians, students and volunteers from diverse areas carry out research projects and actions directed mainly at the conservation of species that are victims of the trafficking of wild animals. They develop important projects for the management and conservation of species that suffer significantly from illegal trade, such as the Project Voar - Rehabilitation, release and monitoring of true parrots (Amazona aestiva) and the Bicudos Project (Sporophila maximiliani): the first steps towards the return of the species in MG. He works at the Wildlife Screening Center of Belo Horizonte in partnership with IEF and IBAMA / MG in the hard work of returning thousands of wild animals to nature. Want to know more about Waita and help with your projects? Visit our website and join us on social networks!

www.waita.org

https://www.facebook.com/ongwaita/?ref=aymt_homepage_panel

@waita.org

FOR INTERNATIONAL DONATIONS FOLLOW THE STEPS BELOW:

 

 

ATTENTION! REWARDS MATERIALS WILL BE DELIVERED ONLY IN LOCALITIES IN BRAZIL

 

 

CARTÃO POSTAL COM A ASSINATURA DO ZECA

          

 

          

 

CHAVEIRO ZECA

 

CAMISETA ZECA

 

LIVRO INFANTIL "Bichos do Cerrado" de Nilcemar Bejar

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CANECA ZECA

 

ADESIVO PARA CARRO

 

 

 

Muito obrigado por conhecer nosso trabalho e esse lindo projeto! Conte sobre ele para os amigos, pro pessoal da faculdade, do trabalho.... divulge, compartilhe!

O Zeca, e todos os animais que virão depois, ficaram eternamente gratos!

Um grande abraço

Equipe Waita, Zeca e equipe CETAS MG

**** English version****

Thank you very much for knowing our work and this beautiful project! Tell about it to friends, pro staff, college, work .... divulge, share!

The Zeca, and all the animals that will come later, have been eternally grateful!

A big hug

Team Waita, Zeca and Team CETAS MG

PROJETO                                                                        

             

REALIZAÇÃO

 

PARCEIROS

  


A hora é agora! Contribua com
Abrace o tamanduá! - Hug the Collared anteater!

Saiba mais sobre o criador desta campanha:

Facebook | waita.org

Conheça quem está à frente desta campanha

Waita Instituto de Pesquisa e Conservação
  Waita Instituto de Pesquisa e Conservação
  

Você acredita que essa campanha tenha conteúdo proibido? Reporte esta campanha.