Abas primárias

A Jornada de Ramba

Animais - Chapada dos Guimarães, MT

Após vários anos da parceria e de trabalho do Global Sanctuary for Elephants (GSE) e da organização Ecópolis do Chile, Ramba, elefanta asiática, de cerca de 52 anos, terá um novo lar no Brasil. A luta das duas organizações, que se responsabilizaram por todo os cuidados de Ramba no Chile, chega ao fim e o bem-estar físico e mental de Ramba será finalmente alcançado com sua transferência para o Santuário. Com o já construído habitat para fêmeas asiáticas no SEB, onde vivem Maia e Rana, e com a tão aguardada Licença Cites de Importação aprovada pelo IBAMA, estamos dando início ao tão esperado processo de transporte de Ramba.

Sua doação de qualquer valor ajudará Ramba a ter sua vida transformada.

Um lugar onde possa se curar fisicamente e emocionalmente por meio de estímulos constantes e com a companhia de uma manada. Esse será seu lar definitivo, no coração da América do Sul. 

 

Contribuindo com qualquer valor, você recebe um certificado digital de amigo da Ramba. Doando R$120, você ganha uma camiseta linda do SEB para desfilar por aí o seu amor pelos elefantes! E doando a partir de R$200, além da camiseta, seu nome ainda pega uma carona na caixa de transporte de Ramba, impresso em um adesivo.

Faça uma contribuição hoje mesmo, e ajude na divulgação para sua família e amigos.

 

  • Ramba foi comprada em 1980 na Argentina. No final dos anos oitenta começou a se apresentar em vários circos, onde vivia acorrentada e forçada a obedecer ordens e a participar de apresentações no picadeiro.
  • Chegou ao Chile em 1995 e foi confiscada pelo Serviço Agrícola e Pecuário do Chile por questões relacionadas a abusos, maus tratos e posse ilegal de animais.
  • Em 2012 a ONG Chilena Ecópolis, soube que Ramba estava na cidade com o circo e, após o impacto da triste situação em que se encontrava, começou uma campanha para seu resgate.
  • Somente em 2012, por ordem judicial, Ramba foi removida do circo e levada ao Parque Safári Rancágua onde permanece em um pequeno celeiro até hoje. Sua relocação foi coordenada por Scott e Katherine Blais, atuais diretores do Santuário dos Elefantes Brasil.

 

Hoje, além de sofrer com os invernos rigorosos no Chile, é uma elefanta solitária, possui abcessos recorrentes na pata dianteira e tem comprometimento renal e hepático, necessitando de dieta e suplementação adequados. Seu recinto no zoológico Parque Safári é inadequado, e, como agravante, em função de ampliações que estão sendo realizadas, a passagem de água natural para o recinto de Ramba, foi cortada.

Sua relocação foi coordenada por Scott e Katherine Blais, do GSE e atuais diretores do Santuário dos Elefantes Brasil.

 

Devido à localização do Parque Safári, em Rancágua, no Chile, atrás da Cordilheira dos Andes, teremos que trazer Ramba de avião.

A caixa de transporte já foi construída no SEB, para o transporte de nossas primeiras habitantes, Maia e Guida, em 2016, mas teremos que reformar seu teto, reduzindo a altura em cerca de dez cm, para que caiba no avião. Em seguida, a enviaremos por caminhão até o Parque Safari, para o processo de adaptação de Ramba. A caixa será colocada em seu habitat, para que Ramba se acostume a entrar e ficar dentro dela confortavelmente. Durante esse processo, são oferecidos alimentos dentro da caixa, e o elefante pode entrar e sair dela sempre que desejar. O tempo desse processo dependerá unicamente de Ramba – com Maia e Guida, por exemplo, foram apenas 3 dias. Mas cada elefante é único e respeitamos o tempo de cada um.No dia da viagem, a caixa será içada por um guindaste, colocada em uma carreta de transporte e levada por terra por cerca de 97 km até o aeroporto de Santiago, para embarcar no voo rumo ao Brasil. Em solo brasileiro, Ramba seguirá em um caminhão até o SEB, no Rio da Casca – Chapada dos Guimarães, MT, sempre escoltada por nossa equipe e pela Polícia Rodoviária Federal.

 

O Santuário de Elefantes Brasil (SEB)  é uma organização sem fins lucrativos que ajuda a transformar as vidas e o futuro dos elefantes cativos na América do Sul. A Instituição foi criada em 2012, está localizada no Mato Grosso  e tem como objetivo resgatar elefantes cativos em situação de risco, oferecendo a eles espaço,  condições e cuidados necessários para que possam se recuperar fisicamente e emocionalmente dos anos passados em cativeiro.


A hora é agora! Contribua com
A Jornada de Ramba

Saiba mais sobre o criador desta campanha:

Facebook | Santuário de Elefantes Brasil | A Jornada de Ramba

Conheça quem está à frente desta campanha

Santuário de Elefantes
  Santuário de Elefantes
  

Você acredita que essa campanha tenha conteúdo proibido? Reporte esta campanha.