Abas primárias

ANA - curta-metragem das Oficinas Querô

Cinema - Santos, SP
kicks
Arrecadados da meta de R$12.000,00
ONG Amiga
Campanha flexível

Esta campanha irá receber todas contribuições em 07/08/2017.

Recompensas

Nós, jovens das Oficinas Querô, estamos produzindo este curta-metragem que conta a história de Ana, uma criança que não se enxerga como negra e não compreende a importância do reconhecimento de suas características. É Jeannette, uma refugiada do Congo e nova faxineira da escola, quem percebe a situação e ajuda a menina na busca por sua valorização pessoal. Com sua colaboração, pagaremos os gastos com transporte, pesquisa de elenco, arte, locações e possíveis contratações de profissionais da área.

Dados sobre o Racismo no Brasil - Nem toda mulher negra se vê como negra! Sendo mais exato, 2,5 milhões de mulheres. Esse é o total de brasileiras que deveriam se declarar negras para que, estatisticamente, os números retratem a mesma proporção racial dos homens, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). É na infância que começa a não identificação com a cor de pele, fase da vida onde estamos formando a visão de nós mesmos. No filme, Ana acredita que a beleza está no cabelo liso, no nariz fino e nos olhos azuis, facilmente identificado nas colegas da escola. Esse pensamento, aparentemente inofensivo de Ana, revela o que vive milhares de meninas negras que não valorizam ou reconhecem a própria identidade, com uma autoestima e uma autoimagem baseada na ficção.

 

Escolha a recompensa que mais te agrada e seja nosso parceiro na luta contra o racismo na infância!

+ Informações sobre os cursos oferecidos como recompensa:

* Curso Cultura Fílmica, oferecido na recompensa de R$500

* Curso Cinema Total, oferecido na recompensa de R$2000

 

Ana é uma menina negra que não se reconhece como negra. Jeannette é uma professora refugiada com dificuldades de adaptação. Vitimas de racismo, elas descobrem juntas um modo de transformar a si mesmas.

 

Vitória Felipe dos Santos, 18 anos, se prepara para dirigir seu primeiro curta-metragem "Ana", que discute racismo e auto-identificação. Jovem em capacitação pelas Oficinas Querô 2017, curso de capacitação audiovisual do Instituto Querô, é também universitária em História pela Universidade Católica de Santos. Envolvida em causas relacionadas à luta da comunidade negra, fez parte do coletivo de mulheres da universidade, Fridas, onde fazia parte da produção de eventos voltados a cultura afrobrasileira.

 

O Instituto Querô é uma organização da sociedade civil de interesse público de Santos/SP que utiliza o audiovisual como ferramenta para estimular talentos, promover a inclusão cultural, transmitir valores, desenvolver o empreendedorismo e dar voz a jovens que vivem em condições de risco social. Pelo projeto Oficinas Querô, que desenvolve desde 2006, capacita jovens entre 14 e 18 anos, estudantes de escolas públicas e de baixa renda familiar, em produção audiovisual, indo desde a elaboração do roteiro até a finalização e exibição dos filmes no cinema local (Santos/SP). 


A hora é agora! Contribua com
ANA - curta-metragem das Oficinas Querô

Saiba mais sobre o criador desta campanha:

Facebook | Twitter | Youtube | Instagram | Site

Conheça quem está à frente desta campanha

Instituto Querô
  Instituto Querô
  

Você acredita que essa campanha tenha conteúdo proibido? Reporte esta campanha.